Forum Boys

O forum sobre todos os teus boys preferidos!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qua Jul 18, 2007 10:48 am

* Devido a motivos de segurança, nenhuma conversa cómica vai ser posta neste local. Corre-se o perigo de a nossa autora ser esfaquiada até à morte. *

Assinado:

Uchiha Sasuke (o suposto morto)

---------------------------------------------------------------------------

Capitulo 5

“Uma Escolha Cruel”



E ali ficaram…
Naruto estava perplexo com tudo o que tinha observado e ouvido e aquele fim… Os seus olhos estremeciam, distraindo-se do seu adversário e correndo em direcção a Sasuke e Sakura, mas rápido se ouviu um grito vindo da sua trás, era Hinata que dizia para ele parar e olhar em sua volta. Aurora ajudava Kakashi a levantar-se e tentava afastar alguns homens. Hinata derrotava uns tantos e cada vez apareciam mais, Naruto percebeu o que Hinata queria dizer. Usou o seu habitual Kage Bushin no Jutsu e foi mais fácil do que ele pensava, já que o único forte do rival era serem em grandes quantidades e serem ágeis. Agilidade era com Hinata e quantidade era com ele. Ele disse a Aurora para ir ter com Sasuke e Sakura para ver como eles estão e Kakashi já se estava a sentir melhor e ajudou-os a derrotar o inimigo, o efeito do gás tinha passado em todos. Passado pouco tempo o inimigo já havia sido derrotado. E Naruto correu em direcção a Aurora.
- Como eles estão? – perguntou ansioso.
- … - Aurora assentiu sem ter coragem de olhar Naruto nos olhos.
- Não… – falou Naruto – Nãooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
- Naruto-kun… – murmurou Hinata – A culpa foi minha, eu não cheguei a tempo… - Hinata olhava muito deprimida para o chão.
- A culpa não foi tua. Se não fosses tu nós não tínhamos conseguido derrota-los! – falou Naruto, revoltado.
- Mas… – Hinata repeliu.
- Hinata, tu conseguiste mesmo! – falou Naruto, convicto. – E eles também conseguira… – pareceu mais um lamento.
Kakashi disse algo sobre, perder amigos e trabalho de equipa, mas ninguém tomou atenção… Uma leve música soou no ar, embalando o espírito de todos, um vento passou pelo corpo deles e levou-os até Konoha, como se nunca antes tivessem ali estado.
No hospital de Konoha:
- Então Vó Tsunade? – perguntou Naruto aflito.
- Não tenhas muitas esperanças Naruto… – Tsunade parecia bastante constrangida. – Se conseguir salvar algum deles, apenas conseguirei salvar um deles… E, se for assim, qual deles eu salvo? Quando for decidido isso, eu darei um químico ao que não será salvo para ele morrer logo, sem sofrimentos…
- O quê? – as lágrimas caíam sobre o rosto de Naruto. – Escolher? Qual dos dois matar? Isso é muito cruel…
- Eu sei… - falou Tsunade.
- Eu sei qual dos dois escolher! – falou Shizune, convicta.
- Cala-te, nós não devíamos escolher nenhum!!! – gritou Naruto, enraivecido.
- Naruto, acalma-te. – falou Kakashi.
- Nós devíamos escolher Sasuke para morrer. Sakura é mulher, e são sempre as mulheres primeiro…
- Eu sei disso mas… - Tsunade parecia ter aberto o seu grande coração naquele momento.
- Vó Tsunade, Shizune tem razão. Além disso, eu ouvi Sasuke falar antes de entrar em coma que queria que Sakura vivesse em vez dele… - Naruto enfrentou todos com a sua grande coragem.
- Como assim? – perguntou Tsunade.
- Ele disse: “Quando voltares a Konoha não vais deixar ninguém tocar no bairro dos Uchiha, por favor promete-me isso… E vais ser uma grande médica, salvar muitas vidas e sentiras-te útil… Vais conhecer pessoas novas e morrer muito velhinha, vais fechar os olhos e dormir para nunca mais acordares e antes de isso acontecer vais ser muito feliz… Promete-me que vais fazer isso tudo e viver por ti…” Depois ele também disse isto: “Eu assim fico mais feliz por tu seres feliz, Sakura. Eu amo-te tanto que a única coisa que quero é que sejas feliz, apenas feliz…”
- Está decidido! Sakura viverá… – falou Shizune.
- Bom, eu vou preparar o químico mais a Shizune. Às três da tarde podem voltar. – Tsunade virou costas.
Aurora estava sentada num banco a chorar, enquanto Kakashi se sentava ao seu lado. Aurora reparou e perguntou:
- Está realmente isto certo?
- Perder amigos é normal na vida de um ninja… Mesmo com trabalho de equipa… – Kakashi não lhe disse isto nos olhos, apenas fixando um ponto desinteressante na parede. – Habitua-te…
- Isso quer dizer que não vamos fazer nada?! – perguntou revoltada.
Kakashi olhou a menina curioso, então voltou a olhar a parede e disse:
- É isso. Não vamos fazer mesmo nada…
- Não consentirei isso! – Aurora levantou-se e aponto o dedo a Kakashi.
Kakashi fez os olhos em tom de concordância e falou:
- Então o que pensas fazer?
- Eu não sei lá muito bem, mas acho que é apenas confiar… – Aurora não acabou a sua frase pois olhou esperançosa para Naruto. - … Em alguém…
Onde Naruto estava:
- Naruto-kun… – falou Hinata, olhando de lado.
- Hinata… – Naruto olhou para a rapariga que se encontrava a seu lado. – Tenho que te agradecer, tu conseguiste apesar de tudo… Obrigado! – Naruto sorriu para Hinata, deixando a rapariga corada.
- Não tens que agradecer… – disse em tom de negação.
- Tenho sim. Olha Hinata, não estás com fome? Queres ir à barraquinha de ramen comigo? Depois nós voltamos às três.
- Bem… Eu… Sabes é que… Eu gostava muito e… – Hinata não conseguia reagir aquela pergunta.
- Bom, isso quer dizer que vens! – Naruto agarrou a mão de Hinata e puxou-a até à porta. – Kakashi-sensei! Queres vir connosco?
- Não, de todo! Tenho algumas coisas para fazer. Até logo! – Kakashi fez um gesto amigável a Naruto.
- E tu, Aurora?
- Eu vou ficar aqui mais um bocado e depois vou almoçar ao refeitório.
- Ah! Pois é! Já me tinha esquecido que tu dormias aqui, eh eh. – Naruto riu num riso muito disfarçado, coçando a cabeça.
Aurora chamou por Hinata.
- Sim? – virou-se.
- Toma. – Aurora pôs nas mãos de Hinata a sua sacola e o guarda-chuva. – Com um tempo destes nunca se sabe.
- É. Este Verão tem estado mal, mas para que é a sacola?
- Será que podias guarda-la só por um bocadinho?
- Claro, não te preocupes.
Aurora esperou que eles se afastassem e olhou à sua volta, não havia ninguém. Então olhou para a porta do quarto onde Sasuke e Sakura se encontravam. Ela tinha de entrar. Então em passos lentos e silenciosos aproximou-se da porta mas quando ia a tocar na maçaneta:
- Hei! Aurora! – falou um chunnin.
- Sim?! – estava aflita.
- Enganastes-te na porta, olha! – e apontou para a tabuleta com o número do quarto. – Onde tu querias ir?
Aurora estava bastante aflita, então lembrou-se que quando perguntou o que era uma gueixa a Naruto, todos ficaram bastante atrapalhados e não lha ligaram mais. Então ela resolveu falar outra coisa embaraçosa que Tsunade lhe tinha falado. Ela colocou a sua cara mais inocente e tímida, começou a bater os dedos um contra o outro e enroscou as sua pernas, continuou naqueles gestos contínuos, até que:
- Passa-se alguma coisa Aurora?
- Bom é que… Dói-me a barriga e… – aí, Aurora mostrou o seu vestido ao chunnin numa parte próxima do meio das pernas que estava suja de tinta vermelha, mas que podia perfeitamente passar por sangue. – Aí! O que é isto?! Também está nas minhas cuecas! – Aurora fingiu estar assustada.
O chunnin pareceu corar dos pés à cabeça e ficou mais assustado quando a menina começou a guinchar.
- Acalma-te! – pediu o chunnin, mais vermelho que um tomate.
- Ai eu vou morrer!!! – Aurora estava mesmo a ser convincente.
- Não vais nada! Olha isso é normal nas mulheres, sabias?
- Não… Eu não vou morrer?
- Não, claro que não. – o chunnin abanou as mãos em sinal de negação. – Anda.
Aurora não estava a gostar de se afastar do seu local, mas tinha de ser. “ Porra! Onde está uma enfermeira? ” Então o chunnin viu uma casa-de-banho e disse:
- Olha lava-te que eu vou buscar uma coisa para ti, está?
- Sim…
Aurora esperou que o chunnin afastar-se e correu para trás, em direcção ao quarto, abriu a maçaneta e fechou a porta à chave, logo a seguir. Ela olhou para o seu lado e viu Sakura e Sasuke deitados em camas separados e ao pé da janela, encontrava-se Sasuke. Ela olhou para as máquinas que marcavam os ritmos cardíacos e suspirou fundo. Colocou-se entre as duas camas e disse:
“ Desculpa, Pai! ” Fechou os olhos e uma luz branca saiu debaixo dos seus pés, fazendo voar o seu longo cabelo negro e tudo mergulhou num vazio igualmente negro.
Gotas de orvalho caíam sobre o chão e círculos espalhavam-se pelo chão líquido debaixo dos pés deles. A única coisa que se ouvia eram as gotas de orvalho caírem numa aguada. Sasuke e Sakura estavam desmaiados nessa aguada e um pequeno anjo observava-os. “Onde estou?”, “O que…” Sakura abria os seus olhos levemente e deparou-se com Sasuke desmaiado e um anjo observando-a. O anjo aproximou-se de Sakura e a cara dela pareceu muito surpreendida.
- Aurora? – perguntou.
- Eu não me chamo Aurora.
- Então porque és igual à Aurora?
- O meu nome é Aracy.
- Aracy? Então porque és igual à Aurora?
- Isso não interessa. O que interessa é ele. – Aracy apontou para Sasuke. – Ele vai morrer…
Sakura verteu lágrimas dos seus olhos verdes.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qua Jul 18, 2007 10:48 am

- Tudo depende de ti… Desta vez és só tu e mais ninguém… Tens que acordar antes de te operarem e para a injecção que vão dar a Sasuke. Só tens que fazer isso, mais nada…
- Mas como eu acordo?
- Essa resposta está no teu coração…
Tudo voltou ao normal, o quarto de hospital voltou ao seu lugar, ouviam-se as máquinas marcar os ritmos cardíacos e os três corpos continuavam no mesmo sitio que estavam, mas um estava extremamente magoado e cansado, Aurora levantara-se do chão e saiu do quarto, conseguiu andar até ao parque e adormeceu num banco.
Na barraquinha de ramen:
- Naruto-kun… Não tens fome? – perguntou Hinata preocupada.
- Tenho sim! – aí, Naruto comeu sua taça em 2 minutos. – Vês? Tinha fome!
Hinata sorriu timidamente. Neji aproximou-se deles.
- Hinata. O teu pai mandou-me chamar-te, ele quer falar contigo, urgentemente.
- Agora? Ma eu estou a meio de uma missão…
- Missão? – perguntou Neji, soando-lhe a desculpa esfarrapada. Quem teria uma missão numa barraquinha de ramen?
- Sim, Susuke e Sakura estão no hospital e nós estamos a ajudar porque o caso deles é grave, agora eu só estou a almoçar. – justificou-se aflita.
- Tudo bem. – Neji fechou os olhos durante um bocado e voltou-os a abrir. – Então tenta vir logo que a missão acabe.
- Sim. – confirmou Hinata.
- Hinata? – Naruto chamou-a. – Vamos?
- Sim! – disse, correndo até Naruto.
Caminharam em direcção ao parque, já que ainda era cedo para voltar ao hospital. Naruto durante todo caminho não parou de dizer gracinhas e fingindo que não estava triste. Hinata estava muito comovida por Naruto estar a tentar que ela não ficasse triste e coisas do género, mas ele é que precisava de apoio naquele momento, não ela. Ela queria abraçar-lhe naquele momento e dar-lhe todo o apoio que ele precisava mas a coragem faltava-lhe. Naruto tinha parado para observar três genins discutindo no parque e olhava-os bastante triste. Estava tão embrenhado na sua tristeza que não tinha notado que começara a chover a potes. Hinata correu até ele e abriu o chapéu-de-chuva, puxando Naruto para debaixo dele. Naruto olhou confuso e depois reparou o que Hinata tinha feito.
- Obrigado Hinata. Tu és sempre tão amorosa comigo… – agradeceu Naruto.
Hinata corou.
- Ora, porque estás a dizer isso? Eu só abri o chapéu-de-chuva para não te molhares…
- É que… – Naruto pensou na rapariga do chapéu-de-chuva e como este gesto era importante para ela. – Nada, nada! É só que a minha relação com chapéu-de-chuva é um pouco estranha.
Hinata agarrou a mão de Naruto e começou a andar para trás, de volta ao hospital. Ela fez essa acção com muita dificuldade, porque tremia por tudo o que era sítio e era capaz de explodir a qualquer momento. Para Naruto essa acção ainda foi mais estranha pois sentia um papel roçar na sua mão, um papel que estava na mão de Hinata, mas que já que ela lhe dava a mão, agora também estava na mão dele. Ele parou subitamente e pegou a mão de Hinata e abriu-a. Dentro dela estava um papel que parecia ser grande, mas de tanto amachuco estava muito pequeno. Hinata estava muito nervosa.
- Posso ler? – perguntou Naruto.
- S-s-i-im.
Naruto pegou no papel e abriu-o lentamente para não o rasgar. Não reparou que Hinata tinha baixado a cabeça para o chão e apertava os punhos com bastante força. A sua cara estava bastante vermelha. Ele reconheceu a caligrafia, era a caligrafia linda da rapariga do chapéu-de-chuva, mas desta vez estava muito tremida.

“ Eu tenho medo de te dizer o meu nome… Mas é injusto eu saber o teu e tu não saberes o meu… Não fizeste o que te pedi, foste-te embora… Mas eu consegui-te proteger com o meu chapéu-de-chuva e agora estou aqui contigo, debaixo do meu chapéu-de-chuva, como todas as noites sonhei…”

Hyuuga Hinata

Naruto começou a chorar e abraçou Hinata, ela perdeu toda a sua vergonha e o abraçou também… Dando-lhe todo o apoio que ela queria dar. Então Naruto disse, soluçando:
- Foste tu! Foste tu que estives-te sempre do meu lado quando eu mais precisei! Foste tu que me fizeste companhia quando eu mais estivesse só! E agora tu estás aqui de novo! Eu não quero que ninguém morra! Muito menos tu, Hinata!
- Naruto-kun… Eu não vou morrer agora… – falou Hinata, largando o chapéu-de-chuva e abraçando mais forte Naruto.
- Hei, Hinata. – falou Naruto, limpando as lágrimas. Dá-me o beijo…
- Um be-be-beijo?! Como assim um beijo? – Hinata estava bastante corada perante o pedido do rapaz.
- Assim!
Então Naruto agarrou delicadamente na cara de Hinata e virou-a para a sua, conseguindo sentir a respiração aflita da menina e a beijou nos lábios, num beijo profundo. O sol voltou a brilhar naquele dia infeliz e a chuva aos poucos parou e um lindo arco-íris apareceu no céu, resplandecendo as suas intensas e cheias de emoções apaixonadas. Naruto acabou o seu beijo e agarrou a mão de Hinata, correndo com ela em direcção ao hospital.
Já era três da tarde. Kakashi, Naruto, Hinata e Tsunade já se encontravam reunidos. Shizune trazia um frasco com o químico lá dentro. Então Tsunade mandou Shizune levar Sakura para a sala de operações e agarrou no frasco trémula. Entrou no quarto já sem Sakura lá e dirigiu-se à cama de Sasuke. Pegou no braço dele e tentava parar a agulha que teimava em abanar de um lado para o outro. Bufou. Assim não iria conseguir, tinha de se acalmar. Mas quando pegou novamente na injecção:
- Vó Tsunade. Queres ajuda? – a voz de Naruto ouviu-se do fundo do quarto.
- Naruto?! – Tsunade sentia o seu corpo fraquejar. – Tu não devias estar aqui! Não podes entrar! Sai!
- Agora já entrei. – disse, fechando a porta. – Queres ajuda?
- Não! Tu não sabes fazer isto… Sai!
- Ora, quem não sabe fazer isso? Só mesmo um idiota!
- Tu és um idiota!
- E que seja… – Naruto ficou ao lado de Tsunade. – Deixa que eu faço isso.
Naruto pegou na agulha e arregaçou a manga de Sasuke. Tsunade apenas se encontrava paralisada, apenas pôs a mão à frente do sítio onde ele ia espetar a agulha.
- Se calhar é melhor a Vó Tsunade ir ver da operação de Sakura… Já não tens idade para tantas emoções. – Naruto retirou a mão de Tsunade.
- Naruto… – murmurou Tsunade.
- Não te preocupes. Vai ser fácil…
- Não é isso… Eu só quero que saibas que depois de fazeres o que vais fazer, não há mais volta a dar, é para sempre.
- Eu sei disso. – falou, convicto. – Agora vai… Este espectáculo é para menores de 60 anos.
Tsunade bufou. “Como ele me julga tão velha?” Tsunade saiu, mas antes olhou uma vez mais para Naruto, e pensou de como Naruto um dia se tornaria um grande Hokage. Sorriu feliz e fechou a porta. No corredor conseguia ver Shizune a puxar a cama com a ajuda de um enfermeira e foi ter com elas. Conseguiu notar o olhar preocupado de Hinata e a falsa indiferença de Kakashi.
- Tsunade-sama… Já está? – perguntou Shizune.
- Naruto está a fazer isso por mim.
- Ah… Está bem…
- O que se passa com ela? – perguntou Tsunade, ao ver que Sakura estava com o ritmo cardíaco bastante estranho.
- Não sei. Está assim há um bom bocado.
- Estranho… Bom vam-
Tsunade foi interrompida pelo bip da máquina e pelo levantar brusco de Sakura.
- Sakura? – perguntou Tsunade assustada, em tantos anos de experiência nada do género lhe tinha acontecido.
Sakura não respondeu, levantou-se debilitadamente da cama, equilibrou-se, arrancou os tubos que estavam ligados a si e começou a andar o mais rápido que pode até ao quarto onde Sasuke estava. Shizune ia atrás mas Tsunade agarrou-a e disse:
- Às vezes há coisas que deve ser o destino a decidir por nós.
- Quem disse isso? – perguntou Shizune, zangada.
- Aurora. Ela disse-me isso quando lhe falei que estava preocupada em não tomar a decisão certa, em relação a uma coisa. E foi isso que ela me disse… Eu não liguei, mas agora sei que ela tinha razão.
Shizune assentiu, comovida com toda a situação.
- Desculpa Sasuke, mas tem de ser! – falou Naruto, encostando a agulha à pele de Sasuke.
Naruto suava por todos os lados, mas então carregou na agulha, espetou na carne de Sasuke e de seguida levou um murro que o fez ir ao céu e voltar, a injecção não chegou a fazer efeito.
- Idiota! – grunhou Sakura.
- Sakura-chan! – falou Naruto, chorando.
Mas Sakura não ligou, tocou na cara gélida de Sasuke e aproximou o seu rosto do dele. Deixou escorrer pelo rosto igualmente gélido e pálido uma lágrima só e abandonada, ela escorregou pelo seu rosto enquanto Sakura tocava nos lábios de Sasuke com os seus e quando acabou esse gesto, a lágrima caiu para o rosto de Sasuke, naquela fracção de segundo e quando esbateu na bochecha dele, formou um lago transparente que reflectia os olhos verdes Sakura. Sakura secou a bochecha de Sasuke e logo agarrou as mãos dele e apertou com força, para sentir o sangue dele fluir e sentir o resto de vida que havia nele, Apertou com tanta força que os seus dedos se aleijaram, então deitou a sua cabeça no peito do Sasuke e deixou-se embalar pelos batimentos do coração dele e pela mão que lhe acariciava os cabelos despenteados, fraca e trémula, mas cheia de sentimentos profundos pela rapariga que repousava em cima de seu corpo.
- Sasuke-kun… – murmurou Sakura.
- Por não estar mais só, o amanhã chegará e, eu estarei aqui contigo. Não era isso que tu querias?
- Sim, Sasuke-kun… – respondeu a Sakura.
Naruto sorriu.
- Tsunade-sama! – uma enfermeira dirigia-se a Tsunade.
- Sim?
- Estão ali uns senhores que dizem ser os pais de Aurora.
- Quem bom! Mas… Onde está ela?
Todos ficaram em silêncio. Onde está Aurora?

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qua Jul 18, 2007 10:57 am

pessoal musica do cap 5:

sayonara solitia - chrno crusade

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
WhiteSun
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 286
Idade : 24
Localização : Numa casa de vista pra o mar
Data de inscrição : 09/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Koe Yoro(Voz da Noite)
Nome do Teu Boy: Eyes Rutherford
Idade: 16 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qua Jul 18, 2007 1:11 pm

NARUTO BEIJOU A HINATA!!!!!! >.<
ok,pelo que percebi o sasuke ainda tem uma hipotese de sobreviver 8D
ou entao a praia todo o dia fez-me mal á tola xD

_________________

Don't leave me Anymore...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sailormermaid.forumotion.com
Sofii chan
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 314
Idade : 27
Data de inscrição : 07/07/2007

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qua Jul 18, 2007 1:26 pm

O SASUKE RESSUSCITOU 8DDDDDDD

*-*

ninakat...desculpa ter.te chamado assassina T.T
perdoa.me T.T

xD

SASUKE <3333333333333333333333
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qua Jul 18, 2007 1:51 pm

A NINKAT NUNCA FARIA MAL A NINGUEM,EU SABIA( ana tem um ataque de tosse)



eu disse para vc que estavam enganados que nao enetndiam nada de nada




(ana foge desse topico antes que a matem)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qua Jul 18, 2007 2:54 pm

1º o sasuke nao ressuscitou porque ele nem sequer morreu¬¬

2º nao te desculpo

3º simplesmente nao ha terceiro¬¬''

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sofii chan
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 314
Idade : 27
Data de inscrição : 07/07/2007

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qua Jul 18, 2007 5:19 pm

ma ¬¬
convencida ¬¬

ES MA T.T


Última edição por em Qui Jul 19, 2007 4:01 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qui Jul 19, 2007 3:53 am

GENTE DOIDA XDDDDDDDDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qui Jul 19, 2007 5:30 am

1º porque eu sou ma?

2º porque eu sou convencida?

3º nao ha terceiro outra vez ¬¬''

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sofii chan
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 314
Idade : 27
Data de inscrição : 07/07/2007

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qui Jul 19, 2007 7:30 am

1º es ma pk nao me desculpas ¬¬

2º es convencida porke eu tou a dizer ke es....¬¬ xD

3º ja chega de dizer ke nao ha 3º ¬¬''''

xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qui Jul 19, 2007 11:33 am

entendi¬¬'' deve ser por isso que somos manas penso o mesmo de ti...
apetece-me xatear o pai la no msn...

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sofii chan
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 314
Idade : 27
Data de inscrição : 07/07/2007

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qui Jul 19, 2007 11:35 am

entao xateia ¬¬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qui Jul 19, 2007 11:36 am

e que tal nos xatearmos as duas ao mesmo tempo??? Twisted Evil

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sab Jul 21, 2007 5:37 am

pessoal proximo capitulo a sair agora vou almoçar...

ps: sra. admin devia por novos smileys Cool

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sab Jul 21, 2007 6:05 am

ENTAO ME DIX ALGUM SITIO ONDE EU POSSA ARRUMAR ALGUNS PARA DEPOIS COLOCAR AQUI NO FORUM^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sab Jul 21, 2007 6:08 am

isso nao e pedir demais? xDDD eu ja te disse

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sab Jul 21, 2007 6:10 am

MAS QD EU POSTEI AQUI VC AINDA NAO TAVA CA .XDDDDDDDDDDDDDDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Dom Jul 22, 2007 6:13 am

ok, ok... a minha fic e que esta atrasada como tuso... nao tenho ideias... triste

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Dom Jul 22, 2007 6:42 am

mentira o fic dela ta ficando otimo cada vez melhor supresa

o meu é que ta ficando cada vez uma grande porcria triste
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Dom Jul 29, 2007 3:52 pm

Em nome da minha querida amada Ninakat, peço desculpa por ela não ter postado durante tanto tempo. Ela agora está ocupada a acabar o capitulo 7, por isso ela decidiu postar ja o 6. Informo também que este capitulo é uma espécie de epílogo e que estamos a meio da 1ª temporada. A partir do capitulo 7 teremos a participação especial da Lain, que encarnará a personagem "Lain" desta mesma fanfic.
Com todo o carinho:

Uchiha Sasuke (o russuscitado que jura não ter nada a ver com a Sofii)

******************************************************

Capitulo 6

“ Aurora, Ariel ou Aracy? ”



Todos andavam em busca de Aurora… Tsunade e Shizune tinham deixado Sasuke e Sakura ao cuidado das enfermeiras do hospital, para falarem mais correctamente com os pais de Aurora.
Foi então que:
- Naruto-kun! – gritou Hinata, quando ela saia do escritório de Tsunade.
- Desculpa Hinata! Estou tão preocupado que ia a sair logo a correr, eh eh… Vamos?
- Sim! – afirmou Hinata.
Hinata e Naruto saíram do escritório sobe o olhar atento de Tsunade, quando a porta se fechou:
- Então vocês são os pais de Aurora… – disse Tsunade, pensativa.
- Aurora? – perguntou a mãe, muito parecida com a filha, mas sem aqueles olhos esbeltos da filha.
- Sim, a vossa filha… Nós demos-lhes esse nome. – disse Tsunade, bufando.
- Ela não se chama Aurora… Ela chama-se Ariel.
- Ariel? Porquê Ariel? É um nome curioso… – pensou Tsunade.
- O nome dela significa, nome de um anjo ou espírito do ar. Significa leão de Deus. Indica doçura, suavidade e sentimentos elevados. A criança assim chamada tende a alcançar grande realização intelectual e espiritual e se destaca pelo amor ao próximo. – a mãe deu um suspiro longo e triste. – Nós demos-lhe esse nome quando ela nasceu, porque ela realmente parecia um anjo e tínhamos a certeza que Ariel ia ser uma criança de sentimentos elevados… Mas… – as lágrimas da mãe começaram a correr-lhe pelo rosto.
- Mas? – perguntou Tsunade séria.
- Mas os sentimentos dela, a uma certa altura, tornaram-se tão elevados que se tornou numa obsessão. Ela não nos queria partilhar com mais ninguém, queria apenas todo o carinho e afecto para ela. Tudo piorou quando a minha mulher ficou grávida. Ao principio tentamos esconder isso de Ariel, mas a barriga foi crescendo, crescendo, crescendo… No dia em que Ariel soube da gravidez, ela num acto de loucura, esfaqueou a barriga da mãe, quase a matando, mas Ariel só conseguiu matar o que seria o nosso futuro filho. – diz o pai, falando pela mãe que se tentava acalmar. – Nesse dia, ela logo de seguida fugiu de casa e nunca mais voltou… Andamos este tempo todo à procura dela e disseram-nos que tinham visto uma rapariga parecida com ela, por estas bandas.
- Hum… Interessante… – pensou Tsunade, fazendo-se de dura, mas destroçada por dentro, que história. – Podem-me mostrar a fotografia?
O pai de Ariel mostrou uma fotografia onde um pequeno anjo sorria brincalhão. Tsunade moveu afirmativamente para os pais e Shizune confirmou também.
- É ela. – falou Shizune.
- Onde ela está?! Eu quero a minha filha de volta a casa! – falou a mãe, desesperada.
- Calma. – falou Tsunade. – Nós estamos à procura dela.
- Como assim, à procura dela? – falou o pai, revoltado.
- Aur… Quer dizer a Ariel desapareceu da minha vista. Ela costuma fazer isso, fica por aí a passear e depois volta, mas já que é um assunto urgente mandei alguns homens à procura dela. Só que ela tem um problema…
- Qual?
- Ela perdeu a memória e não se lembra de nada. Por isso é que lhe chamamos Aurora…
- Talvez assim seja melhor… – disse a mãe.
- É! Talvez assim seja melhor… – Tsunade deu razão à mãe.
Naruto e Hinata procuravam Ariel por todo lado, foram à papelaria mas o homem disse que não a tinha visto por aí, à barraquinha de ramen, à Academia e perguntaram ao Iruka senão a tinha visto. A resposta foi negativa. Então Hinata lembrou-se:
- Naruto-kun!
- Sim?
- Quando nós… Nós fazemos aquilo… Bom, tu sabes… – Hinata olhava para o chão e batia os seus dedos um contra o outro, tímida.
- Sim, eu sei… O beijo. – falou Naruto, melancólico.
Hinata ficou vermelha com Naruto a falar tão descontraidamente sobre aquele assunto. Então ela continuou:
- Nessa altura… Eu larguei o chapéu-de-chuva de Aurora e depois eu esqueci-me dele lá… – Hinata pôs uma expressão de culpada – Será que ela foi lá ao hospital, mas como não me viu com o chapéu-de-chuva, voltou para trás, à procura dele?
- Pode ter acontecido isso, mas não seria mais fácil ela ter ido ter contigo e perguntar-te por ele? – pensou Naruto.
- Seria mais lógico, mas tu sabes que a Aurora é muito afeiçoada a esse objectos porque são as únicas coisas que ela sabe que pertence ao passado dela… Se calhar se ela perder isso, é como perder uma pessoa especial… – completou Hinata.
Naruto soltou um “Uau!” e logo apareceu um idiota na testa dele, quando começou aos berros.
- Hinata! Foi fantástico ouvir-te falar tanto! Tu dizes coisas tão bonitas! Porque tu passas a vida calada? Aquelas coisas todas que tu escreveste nas cartas, seriam muito mais bonitas se acompanhada pela tua doce voz… – aí, Naruto aproximou-se do rosto dela.
- Naruto-kun… Obrigado… Mas… E se fossemos procurar o chapéu-de-chuva? – Hinata esquivava-se do beijo de Naruto.
- Eu não esqueci Aurora… Não te preocupes Hinata… Mas não é preciso tu desprezares-me. – falou, resmungando à frente de Hinata.
- Não é isso, Naruto-kun! – disse, aflita – É que tu ias-me beijar em público e… - Hinata estava extremamente vermelha.
- Ora! O que tem isso? – perguntou.
- Tem o meu pai… E vamos conversar isto em outra hora… Pode ser? – Hinata estava aflitíssima, olhando para todos os lados.
- Pode ser… Vamos então procurar o chapéu-de-chuva… - resmungou mais uma vez.
- Vamos! – Hinata lançou-se a correr na sua frente.
No meio daquele parque, sobre aquele famoso banco, isolada da multidão, um pequeno anjo perdia-se nos seus sentidos. A pele pálida, as longas madeixas negras e a pequena luz reluzente que delineavam o seu corpo perdiam a cor, parecendo as cores de um velho filme a preto e branco, e à medida que as cores desapareciam o filme desenvolvia uma trama nunca antes contada, como se todos os segredos daquele corpo fossem ali revelados e deitados para o caixote do lixo, como se a partir daquele momento já não tivessem a mínima importância. E assim foi…
Um chapéu-de-chuva encontrava-se aberto e o céu exibia um lindo arco-íris, de mil e uma cores e feitios. Uma leve brisa arrastava-o pelos caminhos do parque e acabou o seu destino, junto ao pequeno anjo, como se durante todo aquele tempo estivesse a procurar a sua dona e desfalecer ali, junto a ela. Uma pequena gosta de chuva escorregou sobre uma folha de uma árvore e desfez-se em cima do chapéu-de-chuva. Este também se desfez em pedaços, não deixando qualquer vestígio da sua existência. Alguém perdeu a sua vida naquele momento, juntamente com o seu chapéu-de-chuva… A vida perdeu-se, as coisas desapareceram e o tempo parou, tal e qual como aquele coração sofrido e vivido em mares de tristeza.
Finalmente a verdadeira felicidade tinha nascido naquele coração sem vida e essa felicidade transformou-se numa bela rapariga que apareceu ao lado do corpo inanimado, uma espécie de gota astral, uma espécie de alma sem corpo que fantasmagoricamente era transparente e cantava uma bela melodia do amanhecer…
- Olha Hinata!!! – exclamou Naruto, ao avistar Aurora deitada naquele banco.
Ambos correram até ao local mas Hinata colocou a sua expressão mais assustada quando encostou o seu ao vido ao coração parado da criança. Naruto também ficou preocupado:
- O que se passa, Hinata?
- Eu não sou médica… Mas sei perfeitamente que quando deixa-se de ouvir o coração bater, quer dizer que a pessoa está mo-
- Aurora!!!!!!!!!!!! – Naruto abanava o corpo da menina, mas não obtinha qualquer resposta. – Acorda! Acorda!
- Naruto-kun… – Hinata olhava tristemente para o ar desesperado de Naruto. – Não há nada a fazer… Ela está morta…
- Aurora… – uma lágrima escorreu pela face de Naruto, mas uma só, única e solitária, como ele detestava a solidão.
Hinata pegou nos pedaços do chapéu-de-chuva e mostrou-os a Naruto.
- Ela dizia sempre que as piores tempestades eram as do coração e que não era o simples vento, a simples chuva, a simples trovoada que fariam este chapéu-de-chuva desmoronar-se, apenas os conflitos com o nosso próprio coração podiam destruí-lo. E com ele ia-mos nós juntamente, já que destruímos a nossa própria defesa: a esperança… – Hinata olhou subtilmente para Aurora – Ela sabia que acabou ali, já não havia que ter esperança, pois tudo já estava feito, tudo o que para ser feito foi feito e a esperança acabou-se pois não tinha razão de existência.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Dom Jul 29, 2007 3:52 pm

- Foi isso… – murmurou Naruto, fechando os olhos e sentido aquela brisa cantada por alguém que lhe era familiar.
Depressa Kakashi chegou onde estava Naruto e Hinata e percebeu a situação… Ele vinha acompanhado de Tsunade, Shizune e os pais de Ariel. Todos se aproximaram.
Os olhares foram trocados, as lágrimas apareceram, a tristeza desenhou-se no céu e todos os presentes tinham almas vivas lamentando-se por aquela alma morta.
- Porque tinha de acontecer isto a Ariel? – a mão daquele pequeno anjo chorava as lágrimas que sempre chorara, ao perguntar-se: Onde errei?
- Ariel? - perguntaram-se Hinata e Naruto.
- Longa história… – disse Kakashi.
- É… Muito longa mesmo… – falou Tsunade.
Anoiteceu. Mais uma estrela brilhava no céu. Kakashi estava sentado no banco onde Ariel tinha morrido.
- Perder alguém… Trabalho de equipa… - murmurava repetidamente, até que o seu corpo desmaiou e se calou.
Do seu corpo saiu o Quarto Hokage, com a sua postura vitoriosa. Saudou Ariel que estava sentada ao lado de Kakashi.
- Pai… – murmurou.
- Estás feliz? – perguntou o Hokage. – Agora poderás olhar pela tua mãe e pelo teu pai sem os magoares.
- Sim, eu estou feliz… Mas… Eles não me conseguem ver! – o seu olhar parecia solitário.
- O meu filho também não me consegue ver… Mas ele sabe que me terá sempre a olhar por ele! Naruto tera-me sempre ao seu lado… Quando eu morri, também me senti mal porque ele não me conseguia ver mas depressa aprendi a comunicar com ele e aprendi a continuar a proteger o povo da vila de Konohoa. Por agora as coisas estarão calmas novamente mas há sempre algo para acontecer…
- Tem razão, Pai… Parece é que Kakashi não gostava muito que eu lhe chamasse de pai. – a menina riu-se.
- É verdade! – o Hokage retribuiu-lhe o sorriso. – Mas um dia ele vai perceber. Vou continuar a utilizar o corpo dele e por isso devo-lhe muitos favores.
- É verdade. Vai ter de compensar Kakashi.
- De certeza que ele será recompensado… Por falar em recompensas, Aracy está a chegar.
Nesse momento, o anjo que apareceu em frente de Sakura, apareceu em frente daquelas duas almas. A sua aparência era muito semelhante à de Ariel.
- Aracy. Como estão as coisas com Sakura e Sasuke? – perguntou o Hokage.
- Com eles não há com que preocupar. Está tudo bem. – respondeu Aracy. – Com Naruto e Hinata, Ariel não poderá fazer mais nada, portanto eles estão realmente fragilizados…
- Eu sei… – respondeu o Hokage. – Mas tudo vai correr bem!
Aracy olhou para Ariel e uma memória veio-lhe à mente:

*** Inicio da Memória ***

- Pára! – gritou Aracy para Ariel.
- O que és tu? – perguntou a menina, assustado, com a figura feminina que se exibia à sua frente, flutuando no ar e resplandecendo umas grandes asas desenhadas no céu.
- Eu sou um anjo, o meu nome é Aracy e eu sei o que te aconteceu. – falou num tom compreensivo.
- Um anjo? – perguntou, vertendo lágrimas, a lembrar-se do que tinha feito à sua mãe.
- Sim. Eu posso ajudar-te. Eu sei que tu só querias proteger a tua mãe e o teu pai. Eu sei que tu querias apenas ajudá-los, não era?
Ariel afirmou que sim. Aracy sorriu.
- Eu tenho uma proposta a fazer-te… Dás-me a tua vida e tornarei-te um anjo para poderes proteger os teus pais sem teres a possibilidade de os magoar.
- Eu morrer?
- Sim, mas não agora. Eu farei-te desmaiar ao pé do território de Vila de Konohoa e só tens de fingir ter amnésia. Farás tudo o que eu disser e no fim tirei a tua vida e entregarei a segurança dos teus pais a ti.
- Sério?
- Sim… Aceitas?
Ariel abraçou-se com seus pequenos braço e fechou os olhos, lembrando-se dos seus pais, aí tomou a decisão:
- Aceito. – falou, confiante.
- Obrigado. – agradeceu Aracy, sorrindo para a pequena criança. – É só fechares os olhos…
E ele os fechou…

*** Fim da Memória ***

- Eu agora os poderei proteger… – falou Ariel.
- É verdade… – murmurou Aracy.
- E que tal voltarmos? – perguntou o Hokage.
- Sim. – responderam em uníssono.
Um clarão branco envolveu aquela noite e Ariel ganhou asas, voando até aos céus que se encontravam em cima de si, queria poder tocar as estrelas. Ao pensar nisso, também memórias recentes lhe vieram à cabeça: as noites que passara ao lado de Hinata, segredando-lhe ao ouvido, todas as palavras que ela desejaria escrever naquelas cartas especiais… Hinata não sabia da sua presença, mas escrevia exactamente o que ela lhe dizia. Lembrou-se de constantemente cantar a Naruto, uma linda melodia que aprendera, fazendo-o sonhar com os caminhos que devia seguir. Lembrou-se das vezes que abriu aquele chapéu-de-chuva mágico e protegeu inúmeras pessoas das tempestades do coração. Lembrou-se das palavras que dissera a Sakura, lembrou-se da cara que Kakashi sempre fazia quando lhe chamava de pai…
No fundo aprendera a partilhar o amor e os amigos, aprendeu o que era a união e viveu a alegria que nunca antes tinha vivido… Aí voou em outra direcção e sobrevoou a sua casa, olhou sua mãe deitada na cama, ainda com lágrimas meio húmidas sobre o rosto, deu-lhe um leve beijo na bochecha e despediu-se com um sorriso. Um sorriso também apareceu no rosto de sua mãe.
Cinco dias passaram em Konohoa e Sakura encontrava-se deitada na cama do hospital, lendo um velho livro, marcado pelo tempo. Nele estava escrito:

“ Aracy - Significa a mãe do dia, ou seja, a aurora. Aracy é um ser mitológico que tem o poder de decidir o futuro, ou desenha-lo com as suas próprias mãos. Ela comanda o dia, decidindo o que vai acontecer.
Reza a lenda que um dia Aracy desenhou um humano muito parecido com um anjo e lhe deu nome de anjo. Ele viveu e cresceu como um humano, mas um dia a sua personalidade tornou-se ambiciosa e cometeu erros profundos. Aracy tomou sua vida e em troca lhe deu o poder de um verdadeiro anjo.
Aracy é um anjo imortal pois ela constantemente toma a vida das suas criações, quando elas excedem os limites, mudando sempre de aparência, ficando semelhante à última criação que matou.
Dizem que a sua fome é insaciável, pois esta sempre alimentando-se da sua própria arte. Os seus sentimentos mais profundos são a esperança e a saudade…”

“ Mas afinal o que aconteceu? ” Pensou Sakura, fechando o livro e respirando fundo. Arrumou o livro na mesinha de cabeceira que estava ao lado da sua cama e aproveitou para admirar as flores de cerejeira que conseguia ver da janela. Passou um bocado, admirando aquele espectáculo matinal e soprou sentido o calor daquela manhã. Virou-se, dando as costas à janela e deitou o olhar sobre cama que estava ao seu lado.
O seu rosto gelou ao reparar que aqueles olhos enfraquecidos mas cheios de compaixão, seguiam os seus movimentos carinhosamente, apreciando cada gesto delicado das suas mãos macias e cuidadas. Ele sorriu ao ver que Sakura o tinha apanhado a observa-la.
O calor afagou-lhe as palavras, mas não o coração e saudou a mulher que mais amava em toda a sua vida com um bom dia. Ela respondeu-lhe com um sorriso nos lábios, um sorriso de extrema felicidade e disse:
- Estamos quase a ir embora.
- Eu sei… – retorquiu carinhosamente. – Depois vamos ver um filme e… – o cansaço abateu-se novamente sobre ele e adormeceu naquele momento.
“Sasuke-kun… Vais voltar a acordar para me acabares de dizer o que ias dizer agora… É tão bom ter a certeza que voltaras para junto de mim, quando abrires os teus doces olhos…” Pensou Sakura, aconchegando-se mais na sua almofada e esquecendo todo o calor que estava naquele momento, mergulhando num mar de rosas…
“ Foi o destino, com certeza…”

Músicas:

Tsukuyomi -Moon Phase- ED 1 "Kanashii Yokan"

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Dom Jul 29, 2007 4:08 pm

LINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO anjo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Seg Jul 30, 2007 4:26 am

THANKS

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sab Ago 04, 2007 11:34 am

Capitulo 7

“ A Estrangeira “

“ Deixa-me ser só teu,
Só por dois segundos,
Eu te prometo a vida, amor,
Até mundos e fundos,
Olha meu pai não está em casa,
Vamos aproveitar,
O que é que achas?
Olha meu quarto é lá em cima,
E o tempo está a esgotar
Eu só quero que me digas:

Refrão:

Nesse quarto, luz apagada,
Só nós os dois,
A gente vai se dar,
Vai esquecer o que vem depois,
Nesse quarto, a gente vai se excitar
Nesse quarto, a gente vai…
Nesse quarto, luz apagada,
Só nós os dois,
A gente vai se dar,
Vai esquecer o que vem depois,
Nesse quarto, a gente vai se excitar
Nesse quarto, a gente vai…
A gente vai só se amar…

Será que tu queres que cozinhe para ti?
Ou que ponha a tocar,
O disco do Heavy C?
Ou tu gostares de flor, amor?
Será que tu está a gostar do clima?
Ou será que queres que eu fique em cima,
E fazer devagar,
Sempre a esperar…

Refrão

Já sei o que é viver,
A teu lado, amor
Mas se eu fico sem ti,
Prefiro morrer,
Do que andar…

Refrão ”


Os auscultadores persistiam em cair-lhe das orelhas, pensava seriamente em pôr cola, mas depois pensou que também não seria muito agradável pôr cola nas orelhas… Além disso tinha que ter o ouvidos bem afinados, pois não ia perceber metade do que eles iam dizer, que problemático…
Os seus pés estavam cansados e doíam-lhe desde o tornozelo até à ponta da unha do dedo mindinho. A sua cabeça latejava de ouvir repetidamente a mesma música há duas horas, mas não a conseguia deixar de ouvir, agradava-lhe mesmo aquele ritmo, os seus olhos persistiam em fechar-se na escuridão solitária que Lain tentava afugentar. As suas pálpebras queriam tapar o roxo ténue do seu olhar, que naquela noite sombria parecia o fumo emancipado, dizendo que o incenso fora realmente queimado e se transformara no fumo roxo, fantasiado de magia.
O seu cabelo movia-se a cada acção do seu corpo, a sua cor era indescritível… As estrelas sabiam que aquela cor era como o céu azul que nunca poderão visitar, o sol insistia em dizer que aquela cor era como o branco harmonioso das nuvens que um dia ele gostaria de ser, mas a sua pele branca sabia que aquela cor nunca seria igual a ela, mas sim o azul pálido do horizonte que aquela tanto admirava. Talvez afinal fosse um azul que perdeu a toda sua vivacidade e se tornara tão claro que podiam dizer que o seu cabelo era branco… Ou talvez sempre fora branco, mas era tão só que mergulhou suas pontas sedosas no oceano, que pintou naquele cabelo, a beleza da sua história. A franja solta dava-lhe aos olhos uma sombra negra, onde só se podia ver a sua íris roxa. O resto do cabelo deixava-se cair no vazio, livre e sempre acariciando a cintura da sua dona.
Sobre seu corpo existia um vestido preto sem mangas e rodado em baixo, as linhas que determinavam a diferença entre a pele e o tecido cobriam-se de folhinhos brancos. O vestido chagava-lhe mais ou menos até ao joelho e seus pés cobriam-se com umas botas pretas sem salto que chegavam um pouco antes do joelho e tinham padrões de rosas brancas. Nos seus dois antebraços tinha braceletes de tecido preto, com uma rosa tecida e folhinhos brancos. Do meio da rosa branca saíam dois fiozinhos pretos que lhe chegavam ao pulso e no fim tinham dois guizos igualmente brancos.
Nada ornamentava seu cabelo pois o seu toque aprazível e frágil dava um ar dócil à sua face.
O seu nome era Lain, a sua roupa requintada devia-se à importância do seu novo lar, o seu destino? Uma tal vila de Konoha, com umas pessoas que falam uma língua estranha e com costumes totalmente diferentes dos europeus. Perguntava-se quanto tempo mais demoraria a chegar aquele raio de sítio.
Era cerca meia-noite e meia quando ela chegou aos portões de Konoha. Como já era tarde, teve que esperar que os homens abrissem os portões. Quando entrou em Konoha todas as suas opiniões pessimistas sobre o seu novo lar se foram da sua cabeça. Ficou maravilhada com o sossego e o ar rústico da vila, tudo o que eles faziam, o aspecto das coisas, as mulheres vestidas com lindos kimonos e a língua desconhecida que soava a feitiços encantados por aquela noite estrelada. Tentava procurar algum restaurante ou como eles podiam chamar aquilo que estivesse aberto apara poder comer qualquer coisa, ESTAVA ESFOMEADA!!!
Numa ruela pouco agitada, já que tudo se encontrava fechado, avistou luz numa loja que deitava um aroma apetecível. Afastou o pano que tapava metade do corpo dos presentes e viu uma bancada branca com banquinhos de madeira para ela se sentar. Apenas encontrava-se lá um rapaz loiro, de olhos azuis, com os cabelos arrepiados e praticamente todo vestido de laranja, até fazia impressão. Parecia estar muito feliz da vida e chamava por alguém que era suposto estar dentro de um compartimento não vísivel. Ela ficou ali a observar a situação, quando um homem saiu do tal compartimento a limpar loiça, com um pano velho e amarrotado:
- Menina, vai fechar. – falou o homem.
Lain conseguiu assimilar o que ele disse e falou:
- Gomen! Eu não sou de cá… Vim de longe e estou a aprender a falar japonês. Será possível uma sandes ou algo parecido?
- Se estás a aprender, já falas bem. – falou o homem, sorrindo. – Eu tenho ramen… Sabes o que é?
- Ramen? Não… – falou, sentindo-se a pessoa mais estúpida e ignorante à face da terra.
- O quê?!!! Como assim não? – gritou o rapaz aproximando os seus grandes olhos azuis à sua face, em tom de curiosidade.
- Naruto! Tem calma… Ela não é de cá. – falou o homem, com uma gotinha na testa.
- És de onde? – perguntou Naruto, curioso.
- Portugal. – falou Lain, sorrindo.
- Portugal? Não conheço… Isso é o quê? – perguntou com ar de idiota, Naruto.
- É um país e fica na Europa.
- Europa? É bem longe! – falou o homem, servindo uma taça de ramen.
- E porque vieste para aqui? – perguntou Naruto.
- Eu sou pintora e tive a sorte que muitos pintores novos não têm, de poder fazer uma viagem até um sítio qualquer onde me pudesse inspirar, uma oportunidade única. Bom, e então, eu escolhi este sítio. – disse provando o ramen, e fazendo uma expressão agradável.
- Escolheu o sítio certo. Konoha pode não ser muito rica de paisagens, mas tem pessoas, todas elas diferentes e interessantes de desenhar. – disse o homem, descansando o pano sobre o balcão.
- É. Eu já tinha reparado nisso…
- Como assim? Não tem muitas pessoas de noite, na vila… – afirmou Naruto.
- Não preciso de muitas, apenas das interessantes.
- Eu não vejo nenhuma pessoa interessante por aí. – disse Naruto, olhando para os lados.
- Porque estás a olhar para os lados? Eu estou a falar de ti, eh eh! – disse dando um sorriso sem graça.
- Eu? – perguntou indignado.
- Não fiques assim. Tu és interessante, só a maneira como estavas a comer o teu ramen.
- Ah!!! Isso quer dizer que me vais desenhar ao lado de uma grande taça de ramen de carne de porco, deitando aquele arzinho quente e a ter aquela aparência deliciosa.
- A… Pois… Depois vemos isso, eh eh… – disse Lain, abanando as mãos em sinal de negação, rindo-se nervosamente e com uma gotinha a escorrer na testa.
- Como assim, “depois vemos isso”? Sem taça de ramen não quero! – disse, fazendo beicinho.
- Bom, não era bem isso que eu queria dizer… - disse aflita, pensando já ficar sem modelo, então uma ideia surgiu-lhe. – É claro que eu te vou desenhar com a taça de ramen!
- Que bom! – gritou Naruto.
- Uma enorme taça cheia até acima de ramen! – falou, tentando viciar o rapaz.
- Sim… – diz Naruto, babando-se.
- Deitando um cheirinho delicioso… - falou maliciosa.
- Sim… – baba.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva
Voltar ao Topo 
Página 5 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
 Tópicos similares
-
» FANFIC - Namorando meu Ídolo
» FANFIC - Laranjas
» FANFIC - Still You
» FANFIC - My Lovely Stepmother ?
» FANFIC - My Lovely Stepmother - Comentários

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Forum Boys :: Fanfics/Fanarts-
Ir para: