Forum Boys

O forum sobre todos os teus boys preferidos!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
WhiteSun
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 286
Idade : 24
Localização : Numa casa de vista pra o mar
Data de inscrição : 09/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Koe Yoro(Voz da Noite)
Nome do Teu Boy: Eyes Rutherford
Idade: 16 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Seg Ago 20, 2007 3:57 pm

apenas duas palavras: PERFEITA E COMICA
x'DDDDDD
parti-me tanto x'DDDDDDd
quero mais 8D
[continuamos a conversa agora no msn pra saber entao se fico...]
Spoiler:
 

_________________

Don't leave me Anymore...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sailormermaid.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Seg Ago 20, 2007 5:12 pm

arigato

Spoiler:
 

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
WhiteSun
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 286
Idade : 24
Localização : Numa casa de vista pra o mar
Data de inscrição : 09/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Koe Yoro(Voz da Noite)
Nome do Teu Boy: Eyes Rutherford
Idade: 16 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Ter Ago 21, 2007 9:29 am

YAY! vou entrar na fic da ninakat na segunda season corado
vou infernizar a vida de alguem diabo
Spoiler:
 
e ja ganhei um spoiler com ele 8D

_________________

Don't leave me Anymore...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sailormermaid.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Ter Ago 21, 2007 11:35 am

o que tem de especial entrar na minha fic?????????????? que situaçao

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
WhiteSun
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 286
Idade : 24
Localização : Numa casa de vista pra o mar
Data de inscrição : 09/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Koe Yoro(Voz da Noite)
Nome do Teu Boy: Eyes Rutherford
Idade: 16 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qua Ago 22, 2007 9:31 am

TEM DE ESPECIAL MUITA COISA!
porque vou entrar na fic da senhora comedora de dicionarios e livros romanticos *_* <3

_________________

Don't leave me Anymore...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sailormermaid.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Ter Ago 28, 2007 8:03 am

e isso e bom? me enganei

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
WhiteSun
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 286
Idade : 24
Localização : Numa casa de vista pra o mar
Data de inscrição : 09/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Koe Yoro(Voz da Noite)
Nome do Teu Boy: Eyes Rutherford
Idade: 16 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Ter Ago 28, 2007 9:40 am

ninakat escreveu:
e isso e bom? me enganei
SE NAO É BOM?!
É OPTIMO PAH *_*
ai de ti que nao vaias pra escritora! <3
(eu tambem vou mas pra animaçao 8D ou astrologa...opah sei la ainda nao decidi o que vou ser xD)

_________________

Don't leave me Anymore...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sailormermaid.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sex Ago 31, 2007 11:35 am

Capitulo 10

“Um Destino com Dois Caminhos”


Mais uma vez o amanhecer tornava-se o espectáculo prestígio do dia. Mas num lugar distante, desconhecido das almas vivas, apenas a escuridão abundava naquele lugar. O chão era como um instável mar de recordações e pequenas gotas caíam sobre ele, fazendo lembrar uma chuva mendiga atirando-se ferozmente a um delicado lago, onde círculos cada vez maiores apareciam à sua volta. Em cada gota havia uma memória, uma recordação, com uma ténue visibilidade de imagens distorcidas que arriavam estridentemente em qualquer alma trivial.
Trivial seria tal lugar não ter esta complexidade bicuda, pois o seu propósito é tão ou mais emaranhado que o lugar. Mas uma lágrima que seguia seu caminho sobre a saudosa e gélida pele, resumiu tudo à simplicidade. Lágrima de saudade e ao mesmo tempo de esperança, lágrima que atravessou o vazio do ar e repousou sobre os dedos estouvados. Coziam, coziam, coziam… Sem nunca descansar. Os bordados era de uma extensa subtileza, com ouro cobrindo-lhes as linhas emaranhadas.
Aquela lágrima lavou o cansaço e deu às mãos, o brilho e a vontade das pequenas asas de uma borboleta.

- Choras de felicidade? – perguntou o quarto Hokage a Aracy.
- Cumpro promessas… – esclareceu Aracy.
- Mais um para a colecção? – perguntou o quarto Hokage.
- Não, é apenas um chapéu-de-chuva… – riu-se Aracy.
- Só? – perguntou o quarto Hokage.
- Vai ajudar muito para a promessa que te fiz. – disse Aracy, tomando uma expressão séria.
- Eu só quero Naruto feliz… – murmurou o quarto Kokage.
O dia rebentou em Konoha e como sempre, muitos ainda encontravam-se adormecidos sobre a pluma da noite. Mas nem todos conseguiam tal tranquilidade:
- Hinata-sama. – falou educadamente, Neji.
- Sim? – respondeu Hinata.
- O que fazes levantada tão cedo? – perguntou Neji, preocupado.
- Não tenho sono, só isso. – falou Hinata, pegando a sua maçã.
- Algum problema? – perguntou Neji. – O que Hiashi queria falar contigo?
- Nada de especial, sabes que o meu pai sempre quer falar comigo… – sorriu Hinata.

Neji ficou olhando-a e reparou que perto do seu pulso, ela tinha uma grande nódoa negra, então agarrou o pulso dela e perguntou:

- O que aconteceu?!
- Nada de especial. – disse Hinata, tirando logo o pulso e escondendo a nódoa negra debaixo da sua camisola. – Apenas caí e magoei o braço, nada de mais!
- Hum… Já puseste uma pomada nisso? – perguntou Neji.
- Não te preocupes, já passou. – disse Hinata, voltando a sua atenção para a maçã que até ali tentara comer.

Hinata correu em direcção ao seu quarto, vestiu o seu casaco e penteou os seus longos cabelos negros, que lhe calcavam a pele pálida e realçavam os olhos esmorecidos de azul, os seus cabelos eram como delicados fios de seda que caíam sobre o oco do nada. Pegou na maçã já mordida e preparou-se para sair, mas então Neji chamou-a:

- Hinata-sama! – chamou.
- Sim?
- Toma cuidado! – falou-lhe.
- Está bem! – gritou Hinata educadamente, que depressa saiu dos portões do clã Hyuuga.

O dia tinha uma aparência alegre e de vivacidade, com aquele sol radiante encobrindo-lhe os pensamentos amargurados. Todavia, para ela, aquele dia não passava de um ciclo vicioso em que se ocupava de algo para esquecer o que há muito lhe trouxera um sorriso. Os raios soberanos queimavam-lhe à pele, mas os seus olhos pareciam ter congelado para a eternidade, em que nenhuma lágrima caía, mas nem nenhum fulgor resplandecente figurava. Eram olhos congelados de dor e sofrimento, que nem com o seu quente coração derretiam. Chegava ao escritório de Tsunade, sabia que uma missão a esperava e fosse o que fosse, cumpriria sem algum esforço e dúvidas, deixando para trás, os seus desejos impossíveis, tal e qual como a sua felicidade. Mas quando abriu a porta:

- Naruto-kun?! – perguntou admirada.
- Hinata! – exclamou ele, um tanto admirado também.
- Parece que já estão todos. – falou respeitosamente, Tsunade que ao seu lado encontrava-se Shizume.
- Não me parece boa ideia! Podia ter escolhido outro qualquer para testar as habilidades de Naruto. Agora Hinata?! – sussurrou Shizume ao ouvido de Tsunade.
- Já vais ver como é boa ideia. – falou Tsunade, entre dentes a Shizume.
- Vó Tsunade! O que raio está Hinata aqui a fazer?! – gritou Naruto, furioso por pensar na ideia de ter de lutar contra Hinata.
- Ora, ora! Eu não disse que estava para aí a chegar a pessoa que iria lutar contigo? – falou sarcasticamente, Tsunade, um meio divertida.
- Lutar?! – perguntou Hinata, assustada com a ideia de lutar contra Naruto.
- Vou passar a explicar. – disse Shizume, soprando por tudo o que era sitio.
- Explica bem isso sim! – barafustou Naruto que logo se calou ao levar um murro de Tsunade.
- Decidimos dar uma oportunidade a Naruto de se tornar jounin. Mas para isso vamos fazer vários testes que ainda não serão relevados, apenas posso dizer que o primeiro é uma luta contra alguém forte. Jounin responsável: Anko. Ela dará a apreciação do desempenho de Naruto, apesar de eu e Tsunade-sama também estarmos a assistir à luta e a decisão final será de Tsunade-sama, com base na apreciação de Anko. Escolhemos Hinata para enfrentar Naruto, o combate será amanhã, às nove da manhã. A falta de comparecimento ao teste implica uma avaliação negativa nesse mesmo teste.
- Desculpe. – falou timidamente Hinata para Tsunade. – Não seria mais lógico um jounin enfrentar Naruto-kun que um chunnin?
- Nesta caso, não! Temos que ter em conta a força do adversário e o quanto emocionalmente este significa, porque às vezes, temos de lutar contra quem nunca quisemos lutar… – falou Tsunade, esmorecendo nas suas últimas palavras.

A sala ficou num tenebroso silêncio, então Tsunade perguntou:

- Alguma objecção? – perguntou, encarando assustadoramente nos olhos os dois na sua frente.
- Não… – murmurou Naruto, olhando sempre para Hinata procurando que ela pronuncia-se algo, se ela não queria ele também não o iria fazer, mas nada saiu dela.
- …! – Hinata não fez mais nada do que encostar a sua mão à face, exclamar algo silencioso mas novamente voltou à mesma posição, pois não tinha coragem de realmente dizer o que lhe vinha na mente.

Shizume suspirou profundamente e olhou de rastos para aqueles dois destinados a que o amanhã fosse tão ou mais difícil que o agora vicioso e frio. Os dois saíram da sala e Naruto arranjou coragem para lhe apanhar o braço e dizer-lhe:

- Eu não quero lutar contigo! Só de pensar que posso te ferir e aleijar, eu fico muito mal porque eu amo-te! – falou com uma expressão angustiada.
- Eu-eu-eu… – falou Hinata gaguejando. – Eu não sei…
- Não sabes se me amas…? – falou Naruto tristemente.
- Não é isso! Eu… Eu amo-te mas…
- Mas o quê? É por causa daquela rapariga, não era o que tu estavas a pensar… – falou ainda mais angustiado.
- Não é isso… Essa rapariga é a Lain já me contou tudo e sei que tu não estavas a fazer nada com ela. – falou Hinata muito vermelha.
- Então o que se passa?
- Passa-se que apenas não pode ser…
- Se não me amas diz logo Hinata! Não tenhas pena de mim! – falou desesperado.
- Eu amo-te. – sorriu Hinata para Naruto.
- Então porque não pode ser?!
- Porque não pode… Não dá… Não dá mesmo… Eu quero mas não dá… – falou, afastando-se das mãos que agarravam seus braços suavemente. – Adeus. – disse, saindo da frente de Naruto e deixando-o olhando para o chã, de costas para ela.
- Hinata. – murmurou Naruto continuando na sua posição. – Eu não consigo lutar contra ti.

Hinata estava de costas para ele, parou o seu percurso, continuou a olhar em frente, conteu as lágrimas e disse corajosamente:

- Naruto-kun, estás-me a desiludir! Sempre me disseste para lutar e não desistir e agora és tu que dás a parte fraca? Eu vou lutar contigo e ver-te-ei como se fosses o pior inimigo que já tive, e isso é igual para ti. Não quero que tenhas pena de mim. Boa sorte, Naruto-kun! – falou quase vertendo as lágrimas quase impossíveis de não chorar.
- Hinata! – exclamou Naruto, virando-se finalmente para a rapariga que apenas lhe mostrava as costas e tomava uma voz firme e ríspida. – É mesmo isso que queres? – perguntou num tom de admiração.
- Esquece tudo o que aconteceu entre nós… – a sua voz vacilou no fim e as suas lágrimas finalmente caíram pela sua pele macia, conteu os soluços e desapareceu da vista de Naruto.

Hinata correu pela vira fora, tentando esconder as suas lágrimas, encontrou um chafariz ali perto e mergulhou a sua cara nele, disfarçando os olhos inchados e o rosto pálido. Regressou a casa em passos calmos, mas antes decidiu apanhar um pouco de ar, para desaliviar a tenção. Como aquele ar lhe sabia bem! Não tão bem como os doces beijos de Naruto e a sua expressão feliz, mas sabia-lhe bem apesar de tudo… Talvez precisa-se de ar para lhe afagar a alma e tudo o resto que estiver perturbado em pensamentos de Naruto.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sex Ago 31, 2007 11:35 am

Na papelaria:

- Estou-lhe a dizer! – falou o homem da papelaria.
- Tem a certeza que via a Hinata passar por aí? – perguntou Neji, desconfiado de que seria mais um boato.
- Em frente dos meus olhos! Corria que nem uma desalmada, a chorar coitadinha. Deve-se ter chateado com o Naruto, aquele rapaz!
- O que tem Naruto haver para o caso? – perguntou Neji, chateado com os boatos que já andavam por aí.
- Ora! Todos sabem dos novos pombinhos aqui da vila! – falou o homem contente.
- Pensem o que quiserem. – falou Neji, com uma expressão muito séria. – Quanto é então?
- É por conta da casa que hoje estou alegre! – falou o homem ao ver a cara zangada de Neji, tudo o que menos queria, era confusões com o clã Hyuuga.

“Hinata deve ter ido para casa.” Pensou Neji, enquanto se dirigia apressadamente para casa. Hinata também se dirigia para casa e encontrou Neji, na entrada do clã Hyuuga.

- Neji-nii-san. – murmurou Hinata.
- Hinata-sama, andaste a chorar pelas ruas? – perguntou num tom carinhoso.
- Eu? – perguntou Hinata, aflita. – Eu andei com pressa e a correr mas eu não estava a chorar… – disse Hinata, fazendo uma coisa que realmente detesta, mentir.
- Boatos afinal… Então o que aconteceu para andares com tanta pressa?
- Foi por causa da missão que a Hokage me deu, mas agora já está tudo bem. – mentiu novamente, Hinata.
- Então que missão vais ter? – perguntou Neji, que se encaminhava já para casa juntamente com Hinata.
- Só vou ter de lutar contra Naruto, para ele poder fazer o teste para jounin. – falou, tentando parecer a coisa mais normal do mundo.
- Só? – interrogou Neji.
- Sim. – falou Hinata. – Só isso…
- Então depois de almoço vamos treinar, eu quero que o futuro jounin seja um bom jounin. – brincou Neji.
- Não precisas de incomodar. – falou Hinata.
- Não tenho nada para fazer. – falou Neji sem acabar pois Hiashi estava à porta de casa.
- Bom dia. – falou Hinata muito educadamente.
- Bom dia. - disse Hiashi quase a ignorando. – Neji, eu vou à papelaria novamente. Esqueci-me de uma coisa na lista e não quero incomodar-te mais.
- Não! – exclamou Neji.
- Não o quê? – perguntou Hiashi, perplexo.
- Eu tenho a honra de ir novamente, lembrei-me agora que também ia comprar uma coisa para mim, mas esqueci-me completamente.
- Tudo bem. – falou Hiashi dando uma nova lista a Neji e virando costas.

“Desta safei Hinata de o pai dela ouvir aqueles boatos, mas depressa ele pode descobrir que andam a dizer que Hinata-sama começou a chorar em frente de todos” Pensou Neji, que olhava afavelmente para Hinata que colocara sua cabeça directa no chão. Então aproximou-se dela e segredou em seu ouvido:

- Não vale a pena mentires-me. Eu sei sempre quando estás a dizer a verdade ou não, mas desta vez farei como se acreditasse em tuas mentiras. – disse, avançando na direcção contrária à de Hinata.

Hinata arregalou os seus olhos sem olhar o primo, como ele conseguia ler todos os seus pensamentos! E também como a ajudara, se o homem da papelaria falasse daquilo ao seu pai, era mais um dia de “conversas”. Na barraquinha de ramen, Naruto olhava desgostoso para o seu ramen de carne de porco e remexia-o milhares de vezes, causando cada vez mais, o desinteresse pela comida. Não lhe apetecia treinar, muito menos lutar amanhã, se aquele dia estava a ser terrível, como podia ele imaginar como seria o próximo? Uma catástrofe com certeza… Então uma voz familiar falou-lhe:

- Yo, Naruto! – disse Kakashi, sorrindo.
- Yo para ti também. – disse, num tom um bocado de gozo.
- O que se passa? – perguntou Kakashi como se não soubesse.
- Vou lutar para ser jounin. – desabafou.
- Ah! Isso é bom! – disse Kakashi sempre com uma cara de completa normalidade.
- Não, se não fosse contra a Hinata! – gritou furioso.
- Percebo. – disse Kakashi, espantado pelo rapaz quase lhe cair em cima. – Não fiques assim, eu também tenho de lutar contra o Gai! – disse Kakashi.
- Não é a mesma coisa. – disse Naruto, com uma gotinha a escorrer pela testa.
- Se calhar não!

Naruto bufou, entretanto Sasuke vinha a correr desalmado em direcção a ele, tocou-lhe no ombro e disse:

- Parabéns! Já sei que vais fazer testes para jounin! – disse Sasuke.
- Obrigado. – murmurou Naruto, desviando a mão de Sasuke, mas logo reparou que Gaara estava a seu lado.
- Parabéns. – falou sério, mas tentando dar um sorriso.
- Gato medroso! – disse Sasuke, secamente.
- Desculpa? – perguntou Naruto, admirado pela frase do amigo.
- Vá lá! Eu pensei que há muito tempo tivera que deixar de chamar isto, mas acho que vou ter de o voltar a chamar, não é Gaara?

Gaara não respondeu. Apenas olhou para o amigo e o amigo percebeu a sua resposta, apesar de Sasuke ter ficado um bocado chateado com a situação, aquele tipo sempre achara-se muito bom. Na verdade, Sasuke começava agora a sentir na pele, como Sakura já lhe tinha feito, não ser sempre o centro das atenções. Parece é que outra pessoa que acabara de chegar à barraquinha de ramen, iria ser o centro das atenções naquele momento:

- Naruto! – gritou Lain mesmo estando ao lado dele e roubando-lhe um bocadinho de ramen.
- Ora, sua! – rosnou Naruto, logo de seguida comendo o ramen todo e não deixando nem um pedacinho para ser roubado.

Todos se riram, menos Naruto que não achara graça nenhuma. Kakashi despediu-se de todos e quando disse “Adeus Gaara!”, Lain finalmente tinha reparado que o rapaz ruivo estava ali. Aquele mesmo! Aquele que ela fizera questão de fazer figuras tristes à frente dele. Manteve-se calada, quieta e sem olhar para ele, a sua face estava tão vermelha que perguntava-se a si mesma de qual seria a sua temperatura naquele mesmo momento. Gaara reparara nela e sorriu. Aquela era de certeza a “portugala”, a rapariga que Naruto tanto fala e com quem chocou ontem, ela fugiu. Devia estar assustada, afinal era estrangeira e não era todos os dias que se via areia a flutuar, já estava habituado que as pessoas tivessem medo dele, eram uma coisa que se tinha de conformar, pois iria acontecer para sempre.
Naruto começou a gozar Lain, por ter perdido o pio de repente, mas logo se calou e foi-se embora, tinha mais coisas em que pensar. Lain sentou-se no banco e pediu um sumo. Sasuke também fora atrás de Naruto e só restara ela e Gaara, que se sentou ao lado dela e pediu a mesma coisa. Os movimentos de Lain pareciam pensados ao pormenor para que não voltasse a fazer figuras tristes, até que Gaara perguntou:

- Estás com medo de mim? – falou, um pouco menos sério.
- Não, não! – falou Lain, abanando negativamente as mãos, o seu plano de não fazer figuras tristes estava a ir por água abaixo. – Sabes… É que aquilo que aconteceu ontem…
- Desculpa se te assustei. – disse Gaara, olhando-a finalmente nos olhos.
- Assustar?! – perguntou Lain admirada. – Eu apenas fiquei um pouco tímida porque estava um rapaz giro ao pé de mim. – Lain de seguida tapou a boca, desde quando ela dizia aquelas coisas completamente depravadas?! Então lembrou-se do fórum “Anime Girls” e soube a resposta.
- …! – Gaara ficou a olhar embasbacado para ela.
- O que é que eu disse? É que eu ainda não sei muito bem japonês. – Lain arranjou uma desculpa a tempo.
- Não disseste nada mal, mas não é uma coisa muito normal de dizer. – esclareceu Gaara.
- OK! Não quero mesmo saber o que disse! – falou Lain, rindo-se.
- O sumo é bom. – disse, bebendo mais um gole.
- Escolhi ao calhas. – esclareceu Lain, tão atrapalhada que acabou por entornar o copo de sumo em cima de todo os seu braço e salpicando a face de Gaara.

Gaara riu-se, pegou num pano e ajudou Lain a limpar o braço cheio de sumo, ela ficou muito tímida e depois disse que ele também tinha sumo na bochecha. Gaara então tentou limpar mas parece que não acertava no lugar e Lain aponto com o dedo, tocando suavemente na bochecha de Gaara. Gaara agarrou a mão de Lain e limpou com a outra o sumo da bochecha, ficaram ali um tempo de mãos dadas sem se aperceberem da situação. As suas mãos ligaram-se por uma espécie de força soberana, intocável por outro qualquer, apenas tocável por aqueles que realmente amam. Quando as suas mãos se separaram, Gaara reparou nas linhas da mão de Lain por uns instantes e soube a partir de ali, que era o seu destino, seguir aquelas linhas até ao seu fim infinito, muito para além do que ele posso imaginar…

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
WhiteSun
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 286
Idade : 24
Localização : Numa casa de vista pra o mar
Data de inscrição : 09/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Koe Yoro(Voz da Noite)
Nome do Teu Boy: Eyes Rutherford
Idade: 16 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sab Set 01, 2007 6:15 am

já disse e volto a dizer:
tá d+ xP
o neji é tao carinhoso 8D <3
e o gaara que lol x'D

_________________

Don't leave me Anymore...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sailormermaid.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Seg Set 03, 2007 5:18 am

arigato^^

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sex Set 07, 2007 2:17 pm

Capitulo 11


“Dar Mais do que o Melhor”

- Neji-nii-san! – chamou Hinata.
- Não te preocupes. Não tem mal eu ajudar-te a treinar. – falou seguro Neji, encaminhando-se para o pátio.

Hinata conte-se e apenas avançou juntamente com ele para o pátio.

- Pronta? – perguntou Neji, ajeitando a sua faixa protectora.
- Sim. – murmurou Hinata, tristemente.
- É assim que vais lutar contra Naruto?! – desafiou Neji.
- Não. – falou determinada Hinata que tomou a posição de combate.

Neji tomou a posição de combate também. Hinata começou bem, mas era lógico que no fim da luta o vencedor seria Neji, o génio do clã. Passou 1 hora e Hinata ainda resistia na mesma luta com Neji, ele não utilizara a sua visão 360º e mesmo assim ela já estava nos seus limites, então decidiu de uma vez acabar com a luta:

- Mesmo no fim, não devias resignar-te à perda! – falou Neji, bloqueando toda a circulação de chakra no corpo de Hinata.

Hinata estremeceu de dor, pôs-se de cócoras no chão e cuspiu violentamente um fio de sangue, deixando o chão manchado de vermelho pardo. Logo depois tossiu mais umas quantas vezes e começou a perder os sentidos, vendo tudo desfocado e apenas conseguir ver um Neji desfocado na sua frente, tudo escureceu.
Neji pegou em Hinata e sentou-a nos degraus das escadas de madeira, esperando que ela recuperasse novamente os sentidos. A tarde estava quente, estavam em pleno Agosto... A terra secava velozmente e o manchado de sangue de Hinata já havia quase desaparecido, consumido pelo calor. Hinata estremeceu e Neji pô-la direita, fazendo a rapariga respirar ofegante e então abrir os olhos. Ela olhou tristemente Neji, não o tinha convencido vencer e não dera o seu melhor, estava a desrespeitar Neji que se oferecera generosamente para a ajudar:

- Não te consegui vencer, Neji-nii-san... Desculpa-me! – falou Hinata saudosamente, ainda um pouco tonta.
- Hinata-sama. – falou Neji muito sério e parecia zangado. – Eu não quero que me venças, quero que sejas forte.

Hinata arregalou os olhos. Neji, Shino, Kiba e... Naruto. Sempre lhe disseram isso, e ela sempre disse que o iria fazer. Mas na verdade sempre julgara dar o melhor de si, só que o melhor de si nunca chegava, tinha de superar isso, tinha de dar mais do que ela podia e ainda não sabia como o fazer...

- Farei. – confirmou Hinata, com uma certa dúvida no tom.
- E como o farás? – perguntou Neji.

Hinata surpreendeu-se mais uma vez, nunca esperara essa pergunta e para ela só havia uma resposta:

- Não sei.
- Então considera-me o teu pior inimigo. – disse, levantando-se e voltando para o pátio.

Hinata levantou-se depois dele e quando ele activou o seu Byakugan, Hinata apenas ficou na frente dele, completamente desprotegida, não tomando nenhuma posição de combate e não activando o seu Byakugan, no entanto, parecia muito segura de si própria. Neji soube que ela tinha algum plano em mente e então decidiu atacar primeiro. Correu ferozmente, na intenção de atacá-la de frente, mas de repente deixou de ver a circulação de chakra e soube rapidamente que era um clone e que a verdadeira Hinata estava por de trás do mesmo, já com o Byakugan activado. Tinha sido verdadeiramente inteligente porque ele já se encontrava demasiado perto para definir um bom ponto de ataque. Hinata olhava fixa para Neji e assim que ele eliminou o clone, avançou com toda a sua força. Já com um bom ponto de ataque definido.
Os dois finalmente se encontraram e ficaram por um tempo olhando fixamente para a sua frente. Caiu gotas de sangue no chão... Hinata fechou os olhos violentamente e logo tentou andar para trás, mas a dor na sua barriga, deixou-a contorcendo-se de dor. Neji deixou um fio de sangue escorrer pelo canto da boca e levou a mão à barriga. No entanto permaneceu de pé. O sangue que antes caíra no chão, eram apenas gotas deixadas pelo fio de sangue que também escorriam pelo canto da boca de Hinata, mas a dor da sua barriga era demasiada para aguentar como Neji.

- Parabéns Hinata-sama. Esta foi forte. – disse, apertando a sua barriga.

Hinata sorriu.
Assim continuaram até a noite cair sobre a vila. Hinata encontrava-se exausta, mas a sua expressão era determinada, como se nunca tivesse havido um beijo, um amor, um Naruto... Neji perguntava-se o que realmente passava, sabia desde sempre o que Hinata nutria por Naruto e nunca na vida a vira agir rude com ele, muito menos ter más intenções com ele. Pensava na ideia de Hinata ter-se declarado e Naruto ter dito que não ou talvez tivessem tido alguma coisa mas depois devem ter-se zangado. A raiva consumia o seu corpo quando pensava na última palavra que lhe vinha à cabeça, se aquele idiota teria feito algo de mal a ela... No entanto, preferia não acreditar nisso, porque se Naruto fizera alguma coisa, realmente não estaria no seu melhor estado, ele conhecia-o e sabia que Naruto não seria uma pessoa assim.
Esperaram todos por Hiashi, que se havia atrasado com a papelada do clã. O ambiente era silencioso mas Hiashi interrompeu-o:

- Hinata. – falou, levando o comer à boca.
- Sim, pai? – falou o mais educadamente que podia.
- Porque estiveste a treinar com o Neji, a tarde toda? – perguntou, finalmente olhando-a nos olhos.
- Amanhã de manhã vou combater contra Naruto-kun, é um dos testes dele para jounin. – disse remexendo na comida.
- E incomodaste o Neji só por isso? – disse violentamente, batendo com a mão na mesa.
- E-e-e-eu... – Hinata não acabou pois Neji limitou-se a pronunciar-se.
- Hinata-sama não me incomodou nada, fui eu que me ofereci para a ajudar.

Hiashi sentiu a sua palavra ser desmentida naquele mesmo momento, apesar de indirectamente, sentiu também uma espécie de aviso, que o fez remoer a vingança por dentro.

- Foi isso, Hinata? – perguntou, para saber se essa era a verdade, detectava sempre quando a sua filha estava a mentir.
- É sim, meu pai.
- Então desejo que venças com mestria.

Hinata remoeu-se por dentro, o que ele queria dizer naquelas palavras era: “Vence esse rapaz monstro que não vale nada, não mais lhe fales, se eu sei... É reputação do clã!” Mas estava determinada a vencer Naruto, o mais que podia, esquece-lo e seguir as ordens do pai. Era tudo tão difícil, era tão difícil escolher entre as duas coisas mais preciosas na nossa vida, amor e família... Principalmente quando uma estava a desabrochar passados anos de timidez e espera, tinha um desabrochar lindo que depressa recuou no seu ciclo de vida e voltou àquela ervinha pequena e frágil, submetida a toda a espécie de perigos, destinada a morrer.
Essa hora chegou. Cada vez a ervinha ia desaparecendo da nossa vista e amanhã era o dia em que tudo ia acabar de vez, para sempre, sem nenhuma volta a dar, ela não podia hesitar mais, será amanhã!

- Será amanhã! – repetiu Naruto, batendo violentamente com o punho na parede.
- Olha eu quero dormir, ‘tá? – resmungou Lain, aconchegando-se nos cobertores.
- Cala-te que a casa é minha, eu faço o que eu quiser! – embirrou, lembrando os seus actos acriançados de antes.
- Porra! É assim que tratas as visitas?! – queixou-se Lain.
- Ainda bem que falas em visitas que tu não vais ficar aqui para sempre, quando te vais embora da minha casa, portugala?
- Talvez dentro em breve eu saia da vila. – disse tristemente.

Naruto de repente tomou a consciência de algo que nunca notara.

- Vais embora? – perguntou igualmente triste.
- Sim, já pintei umas coisas interessantes e acho que agora vou para outro sítio qualquer, pintar novas coisas, diferentes, cheias de novas emoções, novos horizontes, em busca de um novo estilo de vida. E sim, podes pular de alegria que eu vou-te deixar em paz. – disse, não parecendo muito entusiasmada.
- Eu só te queria fora de minha casa, tu vais logo embora! – riu-se Naruto, tentando disfarçar que iria sentir um pouco a falta dela. – Mas tu não pareces muito entusiasmada...
- Sabes eu pensei que isto de andar de país em país e conhecer novas pessoas era divertido e tinha razão, é divertido conhecer novas pessoas, mas deixa-las para trás não é assim tão divertido, é como se uma parte de nós ficasse no sítio que abandona-mos.
- Nas missões também é sempre difícil para mim deixar as pessoas que conheci lá, mas olha! – disse Naruto, fazendo um sorriso pateta e apontando para ele. – Eu estou óptimo!
- Se o óptimo implica esse sorriso pateta, então deixa que prefiro parecer uma múmia.
- Ora sua... É mesmo portugala! Baixinha e pensa que tem graça. Eu a tentar animar-te e tu a responder sempre mal! – resmungou Naruto, definitivamente deitando-se no chão do quarto.
- Não pedi a tua opinião! – disse Lain, mostrando-lhe a língua e virando a cara para o outro lado.
- Apaga luz! – gritou Naruto.
- Apaga tu! – respondeu Lain.
- Deixa que eu não vou lá apagá-la, se quiseres dormir no escuro vais ter que apagar a luz que eu durmo muito bem com ela aberta.
- Eu também!

Passado pouco tempo, Lain conseguia ouvir a respiração adormecida de Naruto e levantou-se vagarosamente apagou a luz e voltou a deitar-se, finalmente pregando o olho.
Naruto não havia treinado nada, não que subestimasse o adversário, mas simplesmente o adversário era uma pessoa que Naruto sabia não ser adversário ao seu coração. Hinata disse que o amava, mas negou qualquer tipo de ligação entre eles os dois, nem a amizade que nutriam desde novos, resistiria aquela perda, era como se passasse uma grande borracha em tudo o que se havia passado e esquecer que existia uma rapariga chama Hinata Hyuuga.
Nove da manhã, Hinata encontrava-se à dez minutos esperando pelo grande acontecimento. A luta seria num descampado, sem assistência. Passavam 20 segundos das nove da manhã e Naruto ainda não havia aparecido. Tsunade não sabia se estava contente pelo atraso dele ou se estava triste, mas lembrou-se das palavras de Gaara e logo decidiu deixar os seus medos para trás e deixar de actuar como se Naruto fosse o menino preferido dela, ele realmente era o menino preferido, só que isso não implicava beneficia-lo.

- Cheguei! – gritou Naruto, correndo desalmado não até Tsunade mas indo em direcção a Hinata.

Hinata ficou olhando-o carinhosamente, mas logo que ele se aproximou decidiu pôr uma face em que os seus sentimentos não pudessem nunca ser interpretados, uma espécie de máscara para o seu coração. O rapaz para espanto de Hinata, ajoelhou-se, pegou na mão dela e fez festas, olhou-lhe fixamente nos olhos e Hinata pode ver nos olhos de Naruto, o desespero que também habitava em seus olhos mascarados. Naruto pôs a testa encostada à mão de Hinata, dos seus olhos azuis marejaram as lágrimas que Hinata não conseguia ver e numa voz tremida e fraca, disse:

- Perdoa-me Hinata! Perdoa-me se eu te aleijar, perdoa-me!

Hinata engoliu em seco, olhou de canto e viu todos fixamente olhando para eles os dois, fechou os olhos e sentiu o cabelo sedoso dele, repousar na sua mão, abriu novamente os olhos, mas desta vez o seu olhar era frio:

- Não sejas tolo! – e largou a sua mão presa pelas de Naruto, virou costas e disse para Tsunade que estava pronta.

Naruto pôs as mãos no chão, ainda ajoelhado. As suas lágrimas pareciam uma cascata perdendo-se no fim, que se destinava a ser o chão húmido, repleto do verde das ervas.
“Vocês humanos são tão interessantes! Ha ha ha ha ha... Um dia sentem algo que os fazem ser uns para os outros e no outro sentem outro sentimento que os faz ser egoístas e rudes. Vocês são realmente divertidos...” Falou a kyuubi selada no corpo de Naruto.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sex Set 07, 2007 2:19 pm

- Cala-te! – gritou Naruto batendo na sua barriga, tentando de alguma forma calar a raposa.

“Realmente divertidos... Ha ha ha...” Falou a kyuubi novamente.

- Cala-te! Cala-te! CALA-TE! – berrou Naruto, dando murros violentos na sua própria barriga.

“Tu vais mesmo deixa-la gozar assim contigo? Ela tinha razão, não sejas tolo!” Provocou a kyuubi.

Naruto parou de bater na sua barriga, levantou-se, olhou em sua volta e todos olhavam silenciosamente para ele, apertou os punhos e lançou vitoriosamente o braço na frente:

- Desculpem! Problemas de vizinhança! Podemos começar?
- Pelo teu aspecto, logo vi que era problemas de vizinhança. – brincou Anko. – Eu já estou à espera... – resmungou.

Naruto surpreendeu-se ao ver as suas mãos modificadas pela kyuubi, apertou o punho novamente e sangue escorreu-lhe da mão, deixando cicatrizes na palma da mão, de arranhões feitos pelas suas garras afiadas.
Hinata tomou a posição de combate, mas Naruto continuava ali parado, olhando-a seriamente e com o chakra vermelho envolvendo-o. Decidiu atacar e correu em direcção a ele. Ao pé de Tsunade e Shizune, Anko comentava:

- Apesar aquilo ser o chakra fornecido pela kyuubi, ele tem-lo completamente controlado. Só por isso já leva uma nota positiva minha... – Anko olhou para seu ombro e estremeceu ao ver o selo amaldiçoado de Orochimaru.
- Hm-mm... – murmurou não tirando os olhos do combate.

Hinata quando ia bloquear um ponto de Naruto, ele apenas estendeu o seu braço e o seu punho bateu fortemente na barriga dela, fazendo-a chocar contra uma árvore. Hinata cuspiu violentamente um fio de sangue e olhava apenas com um olho aberto e levantou-se lentamente.
“Eu sei porque está a utilizar o poder da kyuubi contra mim, tu passaste a odiar-me, não foi? Mas eu mereço porque sou fraca e inútil, por isso também te odeio, por teres gostado de mim e odeio-me a mim própria também, eu apenas odeio!” Pensou Hinata, enquanto se recuperava. A seguir Hinata fez o mesmo ataque, mas desta vez ele deixou-a atacar à vontade, sem uma única resposta. Naruto caiu no chão, com o corpo doendo-lhe e disse para Hinata:

- Eu bato-te, tu também me bates. Assim fica justo... – tentou-se levantar e Hinata apenas olhava para ele, ofegante.

Temari, Tenten, Sakura e Lain, estavam no quarto emprestado de Temari, pintando os cartazes para levar ao concerto dos W-inds. Shikamaru estava sentado na janela, quase dormindo e Kankuro deitava-se sobre uma cama, observando-as e sempre fazendo comentários. Até que Tenten e Temari disseram ao mesmo tempo:

- E o cartaz de Hinata?! – as duas se riram após o sucedido.
- Fazem vocês... – sugeriu Shikamaru, farto de as ouvir berrar. – Se isso contribuir para pararem de cantar e deixaram-me dormir. – e logo de seguida fechou os olhos.
- E que cartolina escolhemos, eu não sei os gostos de Hinata. – disse Tenten.
- Cor-de-rosa. – sugeriu Sakura.
- Deves estar a brincar. – falou secamente Temari. – Nem todos só vêem cor-de-rosa à frente.
- Então preto! – falou alegremente Lain.

Todos na sala deixaram uma gotinha pela testa.

- Pronto, pronto, já não estás cá quem falou. – riu-se sem graça, Lain.
- Shikamaru, anda desenhar. – disse Temari, puxando-o pelo braço.
- Que maçada! Não vou não! – resmungou.
- Vais sim! Além disso tu sabes desenhar bem!
- Como tu sabes isso? – perguntou, olhando enfadado para ela.
- Eu vi o desenho que fizeste para mim! – Temari agarrou-o e puxou para dentro do quarto.
- Olhem aí os abracinhos que eu estou a vigiar, an? – falou Kankuro, mostrando não se importando muito eles estarem a abraçar-se.
- Eu não fiz nenhum desenho para ti! – resmungou Shikamaru, sendo empurrado até onde elas estavam.
- Mas devias ter feito! – Temari sentou-se na cadeira e pôs uma caneta preta na mão dele. – Agora desenha!
- Eu já disse que não sei desenhar! – Shikamaru encostou a cabeça na mão.
- Então eu estou a mandar tu aprenderes. – Temari sentou-se ao lado dele.
- Desde quando mandas? – perguntou sarcástico.
- Desde que tu não fizeste um desenho para mim! Agora trabalha!
- Unf... Que problemático! Mulheres...

Então Shikamaru começou a desenhar. De vez em quando era magoado na bochecha por Temari, que constantemente lhe mandava trabalhar. Ele próprio não sabia porque lhe obedecia, mas não queria pensar nisso, iria dar muito trabalho...
Então Shikamaru pergunta a Temari:

- O que queres que escreva? – perguntou, como se fosse um sacrifício fazê-lo.
- Não sei, pensa tu nisso.
- Unf... Eu sou um rapaz, não sou fan deles e sou muito macho, não ando a escrever dedicatórias a três rapazes que as miúdas quando os vêem ficam todas histéricas.
- Mete: “W-inds façam-me um filho!” – gozou Kankuro.
- Tudo bem. – disse Shikamaru, bufando.
- Não mete nada! – gritou Temari, saltando para cima de Shikamaru.
- Olha acabaste de estragar esta porcaria que me deu um trabalhão fazer. – resmungou Shikamaru.
- Não interessa! Não metes isso, porque isso é o cartaz de Hinata, entendeste?! Além disso eu já pus no meu: “Ryohei faz-me um filho”.
- Tu o quê?! – Shikamaru ficou abismado.
- O que tem? – provocou Temari. - Estás com inveja?
- Claro que não. – bufou Shikamaru, mentindo.
- Idiota! Eu agora não te vou ajudar nas frases, não! – disse Temari, fazendo beicinho e indo para o outro lado da mesa.
- O que eu fiz? – perguntou Shikamaru. – As mulheres são mesmo chatas! – resmungou.

Gaara entrou no quarto e olhou perigosamente para Shikamaru que ficou bufando mais. Lain enrubesceu, Gaara apenas a cumprimentou pessoalmente, dirigindo-se aos outros conjuntamente:

- O que se está a passar aqui? – perguntou soberanamente e de braços cruzados.
- Elas estão a pintar os cartazes para o concerto daqueles paneleiros.
- Olha lá! Eles não são paneleiros an? – berrou Tenten.
- E mais recentemente, discutindo o que a Temari tem no cartaz. – falou Kankuro, ignorando Tenten.
- Chibo! – murmurou Temari.

Gaara olhou para o cartaz mas Temari pôs-se em cima dele, não o deixando ver.

- Eu sou mais velha que tu e acabei de decidir que o meu maninho não deve ver estas coisas. – riu-se sarcasticamente Temari.
- Eu acho que ele já viu. – desabafou Shikamaru, olhando o cartaz e apagando o estragado.
- Cala boca, eu não falo contigo lembraste?

Shikamaru limitou-se a fazer de surdo e continuar a remendar o cartaz.

- “Ryohei faz-me o filho” – falou calmamente Gaara.
- Olha ficas já avisado que eu vou levar o cartaz na mesma, quer tu queiras, quer tu não queiras! – avisou Temari.

Gaara pegou no cartaz e disse:

- Mas isto está em letras enormes?! – perguntou chocado.
- Claro! É suposto ele ler... – Temari não acabou porque Lain acrescentou algo à sua frase.
- Dah! – e riu-se.
-Isso mesmo! Dah! – repetiu Temari.

Todos na sala se riram, incluindo Gaara. “Obrigado Lain, descontraíste o ambiente!” Pensou Temari.

- Só digo que não tomarei conta desse filho. – acrescentou Gaara.
- E eu não acredito que vou ter um sobrinho paneleiro! – bufou Kankuro.

Sakura levantou-se e deu um soco na bochecha de Kankuro:

- Isso é para aprenderes a estar calado! – grunhiu.
- Acabei. – disse Shikamaru depois da risota toda.
- Tu também estás a desenhar? – perguntou Gaara, pronto para começar um interrogatório.
- Não se vê?!

Gaara arqueou a sobrancelha mas resolveu não responder.

- Agora quero a minha recompensa. – falou Shikamaru.
- Também. – disse maliciosamente Temari. – Fecha os olhos.
- Porque eu tenho de fechar os olhos?! – perguntou Shikamaru, chateado.
- Fecha logo!

Temari agarrou em Lain e disse-lhe ao ouvido:

- Já sei o que o meu irmão faz tudo o que tu queres, agora manda-o embora daqui.
- Desculpa?! – exclamou Lain, corada.
- Depressa!
- Eu não posso manda-lo embora, assim sem mais nem menos.
- Ok, então faz com que ele não olhe.
- Vou tentar.
- Gaara... – murmurou Lain, corada.
- Sim? – perguntou Gaara, ficando com uma expressão mais descontraída.
- Está um dia lindo, não está? – Lain sentiu-se estúpida por Gaara apenas ter ficado a olhar para ela com cara de parvo. – E calor! Está muito calor! – disse fazendo a mão como leque.
- Sim, está calor.
- Muito calor! Ai! Eu acho que me estou a sentir mal! – disse Lain, fingindo que ia desmaiar.
- Lain, tu... – Gaara não pode acabar porque Lain simplesmente caiu “desmaiada” em seus braços.

Enquanto Gaara estava a tentar reanimar Lain [Nota: Lain compreende a reanimação como tu quiseres, talvez alguma respiração boca-a-boca e tal...] Temari pôs-se em cima de Shikamaru.

- Porque estás em cima de mim? – perguntou Shikamaru que abrira um olho para espreitar o que estava a acontecer.

Sentiu um calor repentino invadir seu corpo, ao ver a rapariga em cima dele e aproximando-se da cara dele. Temari tocou-lhe nos lábios logo num beijo profundo e prolongado, Shikamaru agarrou-a nas costas e correspondeu ao beijo, dando seguimento a outros novos beijos provocadores, naquele jogo de sedução. Temari separou-se dele e perguntou:

- Então?
- Porque paraste? Dá muito trabalho começar de novo.

---------------------------------------------------------------------------

Mio: Voltei pessoal! Depois da minha greve por causa de comportamentos estranhos da Ninakat, que eu considero uma grande defeciencia psicologica... Ai! Sua estúpida!

Ninakat: Cala boca! E fala mas e o que eu te disse!

Mio: Bom, continuando... Eu queria dizer que analisei a fic e pelos comentários parece que as pessoas gostam >.> Eu acho que a fic esta horrivel e desaprovo todos os capitulos! Eu sou a corretora pessoal e digo que isto não está nada bom! Ai!!!!!!!

Ninakat: Eu disse para agradeceres os comentarios ò.ó

Mio: Agradecemos os comentarios e e para dizer que o proximo capitulo e o capitulo final da 1ª season! Vai haver muito acontecimento! Fiquem para ler!

Ninakat: Isto vai dar zebra! Eu disse que ia haver muito acontecimento? >.>

Mio: Não mas eu mandei!

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
WhiteSun
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 286
Idade : 24
Localização : Numa casa de vista pra o mar
Data de inscrição : 09/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Koe Yoro(Voz da Noite)
Nome do Teu Boy: Eyes Rutherford
Idade: 16 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sex Set 07, 2007 6:02 pm

d+ 8D
kankuro <3
(eu vi um pequeno clip da shippudden >.< e o kankuro nas termas sem maquilhagem e sem aquela roupa é todo bom pah! >_<)
coitado do shika x'D

_________________

Don't leave me Anymore...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sailormermaid.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sab Set 08, 2007 4:51 am

eu tambem vi 8D coitado do shika?! ainda recebeu premio no final o.O

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
WhiteSun
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 286
Idade : 24
Localização : Numa casa de vista pra o mar
Data de inscrição : 09/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Koe Yoro(Voz da Noite)
Nome do Teu Boy: Eyes Rutherford
Idade: 16 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sab Set 08, 2007 7:09 am

ninakat escreveu:
eu tambem vi 8D coitado do shika?! ainda recebeu premio no final o.O
porque ele nao queria desenhar x) queria dormir x)

_________________

Don't leave me Anymore...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sailormermaid.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Seg Set 10, 2007 2:44 pm

mas depois nao se queixou x'D

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Ter Set 11, 2007 1:20 pm

Mio: Pessoal já que é o fim da 1ª season, façam uma festinha e comentem muito mesmo!

Ninakat: Cala-te... É o Sasuke a falar!

Sasuke: *cof... cof...* Ola meninas, quem quer vir aqui a casa hoje a noite, mas primeiro leiam a fic ^_^

Mio: Eu fazia melhor >.>

Ninakat: Já te disse para calares -.-'

---------------------------------------------------------------------------

Capitulo 12

“Prega-me no Coração Tuas Promessas”

Sasuke avançava em direcção à actual casa de Temari, sabia que Sakura estava por lá, não tinham estado muito tempo juntos ultimamente. Mas não foi preciso, actualmente ela já caminhava na sua direcção e começou a correr de alegria, abraçou-a no meio da rua e beijo-a profundamente:

- O que estás a fazer Sasuke? – perguntou a rapariga, incrédula de tanto carinho.
- Tenho saudades tuas, não se nota? – disse o rapaz beijando a rapariga novamente.
- Nota-se... – brincou Sakura. – Vens buscar-me a casa?
- Buscar para quê? – perguntou confuso, certo de que se tinha esquecido de algo.
- Não acredito que te esqueceste! – grunhiu Sakura.
- Esqueci-me do quê? – perguntou, ainda mais confuso.
- Do concerto dos W-inds... – murmurou Sakura, fazendo beicinho.
- Tenho mesmo que ir? – implorou Sasuke.
- Não acredito que me vais deixar ir sozinha... – murmurou Sakura.
- Não me apetecia mesmo ir! – resmungou Sasuke.
- Fogo! És sempre a mesma coisa, senhor de si mesmo, nunca querendo fazer nada com ninguém.
- Eu já não sou assim! Tu sabes que mudei, Sakura, mudei como tu também mudaste! – protestou o rapaz.
- ... – Sakura preferiu manter o seu silêncio.
- Tudo bem, eu vou. Teimosa como uma mula, porra! – resmungou Sasuke.
- Eu não sou teimosa! Apenas tenho de estar sempre no hospital e os momentos em que podemos estar juntos, tu nunca te apetece nada! – gritou Sakura, com uma voz ferida.
- Eu?! Eu nunca quero estar contigo?! Eu quero estar contigo, mas sempre que vamos estar juntos, tu levas o grupinho todo atrás! – respondeu, mostrando a sua dor.
- Isso não é verdade! Eu nem sempre levo o grupo atrás! Além disso não sei qual é o problema, eu pensei que tu gostavas de mim não que querias só isso de mim! – confrontou Sakura.
- Espera! Agora a conversa vem de que afinal eu só me quero aproveitar de ti, é?! Eu pensava que confiávamos um no outro, mas afinal enganei-me... – murmurou Sasuke, abanando a cabeça em tom de repreensão.
- Esquece tudo! Já não me apetece ir ao concerto... Aprendi que por vezes as pessoas são egoístas e não pensam na situação dos outros!
- Em que situação especial tu estás?! Desculpa lá, porque a culpa disto tudo tem de ser minha!
- E que culpa tenho eu de a minha mãe estar a morrer?! Tenho alguma culpa?! Tenho?! – a rapariga agarrava-se as braços de Sasuke, abanando-os em tom de desespero e olhando-o naqueles olhos sofridos que vertiam lágrimas gélidas de dor.

Sasuke não acreditava no que estava a ouvir, olhava incrédulo a Sakura desesperada na sua frente, ele realmente não sabia. Talvez fosse por isso que ela preferia ir em grupo, para se divertir e esquecer o seu problema, ele não disse nada, apenas a abraçou com os seus braços fortes e robustos, encostou a sua cara na dela e murmurou palavras carinhosas, acalmando Sakura, que cessava os seus soluços, cheirando o aroma suave da pele de Sasuke. Levou as mãos ao peito dele e agarrou incessantemente a camisola dele, na tentativa de conter a próxima aguada que transbordava dos seus olhos.

Com a cabeça encostada no peito dele conseguia ouvir o bater do coração dele e enlevou-se em pensamentos indesejados, imaginando um dia aquele coração parar de bater como o da sua mãe um dia pararia. Todos os factos científicos que aprendera na sua aprendizagem de ninja médica não eram suficientes para descrever o que sentia naquele momento. Dor, muita dor, que despertou nas lágrimas que mais uma vez tentou conter mas que acabaram por marejar dos seus olhos.

- Não precisas de conter o choro... Chorar vai fazer-te bem... – murmurou Sasuke ao ouvido dela.
- Eu preferia não ter que chorar, que nada disto acontecesse, Sasuke-kun...
- Eu compreendo. Mas pensa no lado positivo, vais ter tempo para te despedires e não vais ser uma surpresa. – disse Sasuke, nas suas palavras tremidas.

Sakura afastou-se dele, limpou os olhos inchados e disse:

- Desculpa, não queria fazer-te lembrar coisas tristes. – e sorriu docemente, como se nada tivesse passado antes. – Não precisas de ir, nós podemos ficar por aqui.
- Não! – disparou Sasuke. – Nós vamos ver o concerto, mas antes eu quero saber como está Naruto. – disse tentando desviar a conversa.
- É verdade. Mas não podemos ir até lá. – informou Sakura.
- Vamos até perto, assim quando ele sair seremos os primeiros a vê-lo. – sugeriu.
- Tudo bem, vamos. – disse Sakura, dando a mão a Sasuke.

No quarto de Temari:

- Lain, já estás bem? – perguntou o Gaara preocupado.
- Estou bem sim. – disse confirmando de raspão que Temari e Shikamaru já se haviam separado. – Desculpa! – disse timidamente.
- Não tens culpa de teres sentido mal, não precisas de pedir desculpa.
- Pois... – confirmou Lain, não tendo assunto de conversa.
- Se calhar é porque está muito abafado aqui, é melhor ires lá para fora, eu vou contigo. – sugeriu Gaara e avançando na sua frente, pegando a mão de Lain como se nada fosse e saindo do quarto.

Já lá fora, Lain bebia um copo de água fresco que Gaara quase a obrigara a beber, porque provavelmente ela estaria muito desidratada. Então enquanto bebia a água, Gaara por momentos olhava de lado, com um ar divertido para dentro da loja, enquanto no fundo, um amontoado de pessoas caminhavam na terra batida, enchendo de mil e umas cores aquele dia radiante. A sua expressão era curiosa e o candeeiro vermelho na sua trás, decorado com fitas coloridas combinava com o seu ar e ficava muito bem com o azul intenso do céu. Então Lain engasgou-se, pediu para ele não se mover mais e ficar como estava tirou o seus bloquinho da mala e desenhou rapidamente toda a situação, a carvão e no fim dando alguns tons avermelhados e azuis ao papel, continuando a preencher o resto de outras inúmeras cores, quando finalmente acabou perguntou:

- O que achas do meu esboço? – perguntou com um grande sorriso nos lábios.
- Tu desenhas muito bem mas...
- Mas o quê? – perguntou preocupada.
- Como me conseguiste desenhar com uma expressão tão divertida? – perguntou apreciando aquela expressão que nunca antes o espelho lhe retribuíra.
- Mas tu estavas assim. – informou Lain.
- Sério? – perguntou, ainda desacreditado.
- Sério. – respondeu Lain, dando-lhe um sorriso ainda maior.
- É que... – murmurou o rapaz, com uma expressão muito séria.
- Eu já sei. – respondeu com normalidade.
- Quem te contou? – perguntou curioso.
- Hinata-sama. Ela disse que tu eras como Naruto, mas eu estranhei, pois vocês parecem ser muito diferentes, mas eu enganei-me, ela tinha razão. Tu e Naruto partilham a mesma “coisa” dentro de vocês e por isso partilham também uma amizade muito grande. Vocês são iguais, muito iguais. – afirmou a rapariga, que procurava alguma coisa no seu bloco.
- Tens medo? – perguntou Gaara, apertando os punhos.
- Não, eu não tenho medo porque não há motivo para ter. – respondeu Lain, desta mostrando algo no seu bloco.
- É o Naruto mas só que está com a tua expressão séria, foi um dia eu desenhei sem ele saber, quando estávamos a comer ramen.

O esboço mostrava Naruto com um braço no balcão e outro com o cotovelo pousado balcão, com a mão junto da bochecha e agarrando os pauzinhos. Olhava fixamente na frente, como Gaara sempre o fazia.

- Se ele visse, ele perguntaria como estava com uma expressão tão séria, tal como tu perguntaste como estarias com uma expressão tão divertida, vês? – disse, mostrando novamente o esboço de Gaara em que se notava perfeitamente um Naruto disfarçado naquelas traços conjugados.
- Obrigado. – falou Gaara, olhando mais uma vez pensativo para o esboço.
- Não tens que agradecer. – sorriu Lain.
- Também vais ao concerto? – perguntou Gaara.
- Vou sim, tu não vais?
- Não sei... – murmurou o rapaz de cabelos de fogo.
- Disseram-me que ia ser divertido, eu não os conheço, mas se elas diziam que são bons... – murmurou Lain.
- Não sou muito de concertos... – murmurou Gaara.
- E eu não os conheço e vou na mesma. – sugeriu Lain. – Tu não queres mesmo ir? – perguntou triste.
- Tudo bem eu vou... Mas vamos juntos, certo? – perguntou Gaara, olhando para o lado e novamente olhando para ela, desta vez não conseguia fixar o seu olhar, estava demasiado nervoso.
- Ce-ce-certo! – gaguejou Lain, timidamente.

Novamente no quarto de Temari :

- Ino não vai convosco? – perguntou curioso Kankuro.
- Vai, mas ela faz o cartaz dela em casa, está muito ocupada na florista da mãe, depois à tarde ela vem ter connosco.
- Nós já acabamos os nossos. – disseram Temari e Tenten em uníssono.
- Bom eu vou andando. Encontramo-nos logo à tarde... – Tenten saiu divertida do quarto.
- Então vamos passear Shikamaru! – gritou Temari, levantando-se e puxando-o da cadeira.
- O quê?! Tu queres passear a esta hora? Agora está na hora da sesta... – resmungou Shikamaru, deitando-se sobre a mesa.
- Não digas parvoíces, anda! – rosnou Temari.
- Tudo bem. – disse Shikamaru, levantando-se e pondo as mãos nos bolsos, mas Temari arrancou a mão dele do bolso e agarrou-a, saindo os dois de mãos dadas.

Ainda se observava, a luta sem nenhuma garra entre Naruto e Hinata, ambos já estavam muito cansados e Tsunade ao ver aquela luta com um grande prolongamento, grita:

- Já chega! Não quero ver mais nada! – e pôs fim soberanamente ao combate.

Hinata ainda estava de pé e olhava friamente Naruto, como se isso fosse apagar tudo o que passaram juntos. Naruto parecia um mendigo perante alguém que o ignora, mas que ama muito. Deitado sobre as ervinhas húmidas, na sua frente estava uma flor muito frágil na sua frente, com pétalas brancas querendo abandonar a sua dona, a fraca brisa que por ali passava parecia quase detonar a pequena flor, mas ela ainda resistia, mesmo não mostrando muita esperança de sobrevivência.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Ter Set 11, 2007 1:20 pm

Por de trás dela, o fundo preenchia-se pela face frágil de Hinata, olhando-o. Naruto observou-a bem, pensando notar uma certa hesitação nos olhos de Hinata, mas enganara-se, pois logo ele se levantou, virou-lhe as costas e foi-se embora. Novamente uma brisa veio e uma pétala caio sobre a mão de Naruto, que a cerrou, guardando no punho, uma memória agora selada na mancha que a pétala desfeita deixara na sua pele, olhou novamente a flor e ela já não existia, apenas as pétalas que ainda voavam ao sabor do vento era o vestígio da existência daquela flor.

Hinata foi-se, tudo entre eles acabou-se, tudo entre eles foi apagado como se nada fosse, seria assim o destino dele?

Haveria para eles os dois algum vestígio deixado por aí, como aquela frágil flor?

Porque as coisas se podem tornar frágeis de um momento para o outro?

Será porque assim quem nos dá um destino, prefere-o emaranhar em várias ramificações e finalmente torná-lo claro no fim?

E se agora era o fim, porque o seu destino lhe parecia tão incerto e pintado na sua alma, com cores pardacentas?

Um pé colocou-se perto do seu nariz e afagou-lhe os pensamentos.

- Bom trabalho! – exclamou Anko.
- Obrigado. – respondeu Naruto, levantando-se e indo-se embora.

Já distante do recinto:
- Hinata-sama, estás bem? – perguntou Neji, vendo os ferimentos da rapariga.
- Estou bem sim. Quando chegar a casa, trato destas feridas. – tranquilizou Hinata.
- Juras?
- Juro.

Pouco depois, Sasuke e Sakura sorriam alegres para Naruto, que se aproximava deles, mas parecia bastante sério.

- Então que tal correu? – perguntou a Sakura, divertida.
- Sim, como correu? – perguntou Sasuke igualmente bem-disposto.
- Correu bem. – respondeu Naruto, seriamente, nunca parando a sua caminhada.

Sasuke e Sakura olharam-no com pesar, nunca poderiam imaginar a dor que sentia, então Sakura desviou conversa:

- A que horas vem ter connosco para irmos ao concerto? - perguntou rindo sem graça.
- Não vou. – respondeu, como se nada fosse.
- Como assim não vais? – perguntou Sasuke, espantado.
- Não vou porque não me apetece, estou muito cansado e quero dormir.
- Eu pensava que para festa, tu nunca estavas cansado. – afirmou Sasuke, arqueando a sobrancelha.
- Eu já disse que estou cansado. – falou violentamente Naruto, que depressa se foi embora.

Na casa dos Hyuuga:

- Hinata-sama! – chamou Neji.
- Espera um pouco, estou a tratar das feridas, como tu tanto querias que eu fizesse. – Hinata sorriu.
- Fazes isso depois, agora o teu pai quer falar contigo. – informou Neji.
- Quer? Sobre quê? – Hinata pareceu preencher o seu rosto de medo e nervosismo.
- Não sei, o teu pai não disse. Mas porque ficaste tão nervosa? – perguntou Neji, preocupado.
- Eu não fiquei nervosa, não! – disse Hinata ainda mais nervosa. – Eu apenas estava a pensar que agora tenho de deixar isto a meio.
- Mas se quiseres eu vou dizer ao teu pai para esperar um pouco até tu acabares isso.
- Não, eu vou já! Não tem mal! – Hinata levantou-se repentinamente mas cambaleou.
- Cuidado Hinata, tu ainda estás fraca. – avisou Neji, agarrando a rapariga.
- Eu estou bem, não te preocupes.

Neji começou a olhar o corpo ferido de Hinata, até que ela reparou e perguntou alarmada:

- O que estás a fazer?! – disse tapando todas as feridas possíveis.
- Estava a ver se te tinha aleijado muito. – acalmou Neji.
- Está bem, mas eu agora vou ter com o meu pai, ele já está à espera.

“Do que Hinata tem pressa?” Pensou Neji para si, enquanto ficava na cozinha mirando o espectáculo harmonioso que a mira da janela lhe proporcionava. Pouco depois disso, Hiashi já estava no corredor:
- Hiashi-sama, porque Hinata-sama está deitada sem força no chão? – perguntou Neji, não sabendo o que fazer primeiro.
- Os ferimentos dela pioraram. – informou Hiashi, retirando-se.

Neji foi apressado para junto de Hinata, que tossia, já sentada no chão de madeira lustrara:

- Hinata-sama! Devias ter cuidado logo dos teus fer-

Neji calou-se ao observar que a rapariga aparentava ter mais ferimentos do que à um tempo atrás, então colocou uma expressão séria:

- Aconteceu alguma coisa? – perguntou, não sabendo do que desconfiava, não querendo imaginar do que desconfiava.
- Não, apenas os meus ferimentos pioraram, ajuda-me a levantar, Neji-nii-san.
- Mas parece...
- Mas não parece nada! – respondeu agressiva Hinata. – Ajuda-me a levantar...
- Claro. – falou Neji, agarrando Hinata.
- E diz aos outros que não vou poder ir ao concerto, por favor.
- Nem eu deixaria. – afirmou Neji, levando a rapariga até ao quarto dela e deitando-a na cama.
- Neji-nii-san diverte-te lá o concerto. – murmurou Hinata, corada.
- Eu vou-me divertir aqui, eu não vou a lado nenhum contigo nesse estado! – resmungou Neji.
- Mas...
- Mas nada. Eu já venho com os curativos.

Ao fim da tarde, todos estavam lá, menos Hinata e Naruto. Caminhavam a passos largos para o futuro, não era só um concerto, uma noite, um dia, uma vida, era um fim por ser começado. Um fim que se aproximava do seu destino, cruzando sentimentos numa encruzilhada de emoções e dádivas da vida.
Era uma dádiva como eles podiam existir e pertencer a um destino traçado por um anjo, era uma dádiva como eles podiam pertencer à vida de Naruto, que foi desenhada a cada pormenor, sem ainda ter fim, o tal fim que se aproxima.
E por entres momentos felizes e infelizes, risos e lágrimas, reencontros e despedidas, ele chega velozmente, em busca de algo que o fará sentir felicidade, algo que o completa por inteiro...

Neste agora, em que caminham sobre a terra batida, uns estão a desabrochar os seus sentimentos, Lain e Gaara caminham juntos para um futuro incerto...

Neste agora, em que caminham sobre a terra batida, uns confessaram o seu amor, num beijo apaixonado, Temari e Shikamaru entrelaçam nas mãos, algo que se pode chamar de amor...

Neste agora, em que caminham sobre a terra batida, uns partilham os problemas de forma carinhosa e única, uma espécie de união, que Sakura e Sasuke trazem na morte antes lhe destinada, juntos conseguem mudar o destino dos dois, apenas com o desejo de amar...

Neste agora, em que caminham sobre a terra batida, uns vão sós, apenas levando na alma, a coragem e destreza que poucos têm, Tenten, Kankuro, Ino e muitos outros levam juntos, a capacidade de seguirem em frente sem terem medo...

Neste agora e talvez no amanhã que se aproxima, alguém ama e não fala, prende os sentimentos, cravejando-os no fundo submerso do seu coração, bem escondidos e congelados no tempo, assim é... Hinata.

Neste agora e talvez no amanhã que se aproxima, alguém sente e deseja o que o coração aclama, grita à noite palavras tresmalhadas no pardo que o encobre, e como se fossem triviais, o silêncio que preside nelas, devora-as como se fosse monstro sangrento, e os resto, o tempo leva consigo, assim é... Naruto.

E talvez um dia possamos vociferar ao mundo, esta história que esvaeceu neste fim inacabado...

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Ter Set 11, 2007 1:30 pm

QUE LINDO infeliz , TA MT BOM supresa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Ter Set 11, 2007 3:17 pm

obrigado infeliz

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
WhiteSun
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 286
Idade : 24
Localização : Numa casa de vista pra o mar
Data de inscrição : 09/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Koe Yoro(Voz da Noite)
Nome do Teu Boy: Eyes Rutherford
Idade: 16 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Qua Set 12, 2007 4:13 pm

ADOREI *.*
tao lindo infeliz
coitado do naruto e da hinata triste
NOVA SEASON 8D
vou apareçer yay! supresa

_________________

Don't leave me Anymore...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sailormermaid.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sex Set 14, 2007 5:20 am

obrigado triste

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
WhiteSun
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 286
Idade : 24
Localização : Numa casa de vista pra o mar
Data de inscrição : 09/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Koe Yoro(Voz da Noite)
Nome do Teu Boy: Eyes Rutherford
Idade: 16 anos

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sab Set 15, 2007 6:56 am

agora começa a trabalhar no proximo capitulo antes que te salte em cima 8D

_________________

Don't leave me Anymore...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sailormermaid.forumotion.com
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   Sab Set 15, 2007 11:01 am

temos pena mas acho que vais ter que saltar em cima de mim 8D

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Naruto Fanfic - Eu, Tu e Um Chapéu-de-Chuva
Voltar ao Topo 
Página 7 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
 Tópicos similares
-
» FANFIC - Namorando meu Ídolo
» FANFIC - Laranjas
» FANFIC - Still You
» FANFIC - My Lovely Stepmother ?
» FANFIC - My Lovely Stepmother - Comentários

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Forum Boys :: Fanfics/Fanarts-
Ir para: