Forum Boys

O forum sobre todos os teus boys preferidos!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 a lenda de kaleido star

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
AutorMensagem
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Qui Jul 19, 2007 5:28 am

eu sei que e off-topic nao precisas de dizer...

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Qui Jul 19, 2007 5:40 am

se sabem entao nao o façam Evil or Very Mad
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
Sofii chan
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 314
Idade : 27
Data de inscrição : 07/07/2007

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Qui Jul 19, 2007 7:28 am

mas tem de concordar ke meteu piada!! xD
agosta...omg x'DDDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Qui Jul 19, 2007 11:11 am

e melhor acabarmos com o off-topic ja tamos a chegar a fase do "decorar o forum"

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sofii chan
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 314
Idade : 27
Data de inscrição : 07/07/2007

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Qui Jul 19, 2007 11:13 am

tbm acho ke sim xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Qui Jul 19, 2007 11:49 am

axo bem Twisted Evil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
Angel_Wings
funcionario dos bastidores
funcionario dos bastidores


Número de Mensagens : 7
Data de inscrição : 24/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Mellanny
Nome do Teu Boy: Reno
Idade: 16

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Ter Jul 24, 2007 4:49 pm

e agora senhores e senhoras!!! um novo capitulo dá grandiosa fic dá fantática Pretty Girl!!!

Más primeiro á musica de apresentaçao ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Ter Jul 24, 2007 4:51 pm

Ha uma lenda que trazida pelo vento me ensina a sorrir
(nasce o dia aprece sora de costas, vestida com o fato que usou na técnica angelical a olhar para o kaleido star).

E me dá forças para viver, onda as borboletas vão livres e é assim
(aparece todo o elenco do kaleido star a fazer acrobacias e a saltar)

nenhum coração é triste e assim nascem flores coloridas no meu jardim, nascem flores coloridas no meu jardim, e assim nascem flores coloridas no meu jardim
(aparecem os rostos do Leon e do Yuri a olharem um par o outro em sinal de desafio)

Ha uma lenda onde existe um sentimento que nunca vai acabar que levo dentro de min onde as dores nunca chegam , onde não existe medo, e é assim é uma lenda que podemos dividir, é uma lenda que podemos dividir, é uma lenda que podemos dividir
(aparece sora a correr na praia com um vestido branco e um chapéu de palha de repente ele voa para o sol e tudo se enche da luz do sol)


Faça essa lenda valera pena viva seus sonhos e ilusões, que sejam verdade na primavera que existe em seu coração, faça que o anjo, que vive nos seus sonhos, cuide da criança que ha em nos,e quando cresça, nunca se esqueça, porque perdera o seu coração
(aparece uma rapariga de rosto tapado pelos cabelos castanhos encaracoladas com vestido cor de rosa cheio de folhinhos e assegurar numa sombrinha também cor de rosa)


Ha uma lenda que a vovo contava sempre e que eu vou te contar para você poder sonhar onde a maldade perde e eu bem que sempre vence e é assim só quem sonha é feliz até ao fim só quem sonha é feliz até ao fim, so quem sonha em feliz até ao fim
(aparece sora, Leon, Yuri, e a rapariga do vestido cor de rosa a fazer uma vênia)

faça a lenda valer pena viva seus sonhos e ilusões que sejam verdade na primavera que existe em seu coração, façam que o anjo que vive no seu coração, cuide da criança que ha em nos e quando cresça nunca se esqueça porque perdera o seu coração
(aparece Sora, Leon, Yuri, Rosseta e a rapariga cor de rosa a voarem no ar, com as asas de um anjo no ar e foll a rodar entre eles e a lançar o seu pozinho dourado)


faça a lenda valer a pena viva seus sonhos e ilusões que sejam verdade, na primavera que existe em seu coração, faça essa lenda valer a pena, essa lenda valer a pena
(aparece sora a balouçar em cima de um trapézio muito sorridente e foll no ombro dela)


faça essa lenda valera pena viva seus sonhos e ilusões que sejam verdade, na primavera que existe em seu coração, faça essa lenda valera pena faça, essa lenda valera pena
(aparece sora de costas a noite com o fato que usou na técnica angelical a olhar para o kaleido star e de repente aparece o pessoal do kaleido star a correr para ela e o fool a lançar o seu pozinho dourado e a voar até ao topo do kaleido star)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Ter Jul 24, 2007 4:53 pm

Capitulo 15: Sentimentos e Frustrações.

.I.
Respirou fundo para não tecer comentário algum sobre o comportamento daqueles dois, que só faltaram chutar um ao outro enquanto desembarcavam. Caminhou calmamente, vendo-os seguirem a frente, resmungando algo entre si e carregando os presentes que levava para os gêmeos.
Algumas pessoas que ainda estavam na rua àquela hora, olhavam com curiosidade o trio nada discreto passando, a única coisa que podia fazer era sorrir, tentando andar o mais rápido possível para acabar logo com aquilo.
Provavelmente pegariam o espetáculo daquela noite quase no fim, se ainda conhecia bem os horários deles; Sora pensou, apressando o passo.
-Vamos rápido, ou vamos nos atrasar; ela falou impaciente, seria uma boa oportunidade para aqueles dois aprenderem algo de útil.
Trocando um olhar confuso, antes de segui-la a passos rápidos.
Passaram por um vão na tenda, encontrando logo um lugar vazio nos bancos mais afastados daquela arquibancada.
Franziram o cenho ao mesmo tempo, que espécie de circo era aquele? -os dois pensaram, vendo que ali dentro tudo era muito simples, bem diferente do Kaleido Star.
Estavam tão acostumados com circos grandes de renome internacional, que era um pouco traumatizante ver um interiorano.
Crianças riam e pulavam em seus lugares sem conseguirem se aquietarem diante das acrobacias surpreendentes de Pámela no trapézio e a apontaria incrível do próprio Sr Park ao atirar suas adagas afiadíssimas. Até mesmo Tanque estava animado aquela noite, jogando para cima Milo e Mila, como se os gêmeos fossem apenas dois alteres.
Sora sorriu ao ver o clima alegre e convidativo daquele lugar, era tão bom estar ali, tanto quanto no Kaleido Star, mas ali, aquela atmosfera de simplicidade e inocência era o que mais lhe cativava. Aprendera coisas muito importantes ali que jamais esqueceria.
-Sora, o que eles estão fazendo? -Yuri perguntou, ao ver as crianças literalmente invadirem o palco, brincando com os acrobatas, como se fossem parte do elenco.
-Se divertindo; ela respondeu sorrindo, enquanto se sentava em um dos bancos de madeira.
Era com um espetáculo assim que sonhava, com todos se divertindo. Esse era seu objetivo desde que executara a técnica angelical e não iria parar, até atingi-lo. Por isso estava desenvolvendo aquela técnica nova; ela pensou, mal notando o olhar curioso dos dois sobre si.
Aos poucos as pessoas foram deixando o palco, despedindo-se de todos com rostos iluminados e sorrisos contagiantes.
-Oras, mas se não é a grande Sora Naegino que esta aqui. Por acaso esta se sentindo superior demais para vir se juntar a nós? -a voz debochada de Pámela chegou até os três, fazendo os dois acrobatas serrarem os orbes.
-De maneira alguma; Sora respondeu sorrindo ao se levantar. -Estava apenas relembrando os bons tempos; ela completou, descendo alguns degraus e aproximando-se do palco.
-Não ligue para ela Sora, Pámela adora provocar a todos; Jill falou com seu típico ar enigmático.
-Já estou acostumada; a acrobata brincou.
-Mas pelo visto os dois guarda-costas ai não; Pámela comentou, apontando para Yuri e Leon que lhe lançavam olhares tão afiados quanto adagas.
-Sr Park, creio que o Carlos já deve ter lhe avisado que Yuri e Leon viriam para resolver algumas coisas com o senhor; Sora comentou com o dono do circo que se aproximava, terminando de tirar do alvo de madeira suas adagas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Ter Jul 24, 2007 5:07 pm

Como? -Sr Park perguntou, voltando-se para os dois que pareceram empalidecer. -Ah sim, claro que disse; ele apressou-se em completar, com um sorriso quase sádico nos lábios. -Vão ficar até sexta, não?
-...; Yuri e Leon assentirem freneticamente.
-Esses dois estão aprontando alguma coisa; Mila sussurrou para o irmão, que assentiu concordando.
-Eles são estranhos; Milo comentou.
-Ótimo, creio que nossas instalações são um pouco simples, mas fiquem a vontade. Jill vai acompanha-los até onde vocês dois poderão ficar, amanhã começamos o trabalho; o Sr Park avisou.
-Como? -os dois perguntaram surpresos com a menção a palavra ‘trabalho’.
-Isso mesmo, não acham que o Carlos mandou vocês para cá a toa, não é? -Sora perguntou, voltando-se para os dois, com os orbes serrados.
-Não; eles responderam, engolindo em seco.
-Muito estranhos; Mila ressaltou para o irmão, vendo tudo de longe.
-Bem... Sr Park, só gostaria de saber uma coisa; Sora começou, com um sorriso inocente.
-E o que é? -o dono do circo perguntou, fazendo todos os franzirem o cenho, diante da intenção por trás daquele sorriso.
-Vocês por acaso não teriam uma corda ‘bem’ reforçada ai? sabe, daquelas cordas que da para amarrar duas pessoas bem juntinhas; ela perguntou, olhando de soslaio os dois acrobatas, enquanto mantinha a expressão angelical, gesticulando displicente.
-Temos; ele respondeu sem entender ao certo quem ela queria amarrar com as cordas. Acenou para Tanque, pedindo que trouxesse a corda.
-Se importa se eu ficar um pouco com ela, depois eu lhe devolvo; Sora falou, vendo Tanque assentir confuso, lhe entregando a corda. -Obrigada; ela agradeceu com um doce sorriso.
-O que ta acontecendo? -Mila perguntou para o irmão.
-Não sei, mas aqueles dois são muito estranhos; Milo respondeu apontando para os dois acrobatas que pareciam ter visto um fantasma desde que Sora pegara a corda. -É melhor ficarmos de olho neles;
-...; Mila assentiu.
-Ahn! Podemos ir então? -Jill perguntou, já imaginando o porque do pedido inusitado da acrobata, graças a uma longa conversa que tivera com a namorada algumas horas antes deles chegarem.
-Hei! Sora, trouxe alguma coisa pra gente? -Mila perguntou, correndo até a acrobata e saltando pra cima da jovem.
-Isso mesmo, amanhã é nosso aniversario; Milo completou, seguindo a irmã.
Se aqueles dois caras estranhos estavam aprontando alguma coisa, não os deixariam ficar muito perto da acrobata, só por segurança; os dois haviam combinado.
-Crianças, cuid-...; Sr Park não teve tempo de avisar que poderiam cair, pois no momento seguinte ouviu-se um baque seco e os três foram ao chão.
-Sora; Yuri e Leon falaram quase correndo até ela, mas ouviram a risada dos três.
-Esta ali atrás, mas vocês só poderão abrir amanhã; Sora explicou, apontando para os pacotes na arquibancada.
-OBA! -os dois gritaram antes de saírem correndo na direção dos pacotes.
-Essas crianças; Pámela falou, balançando a cabeça levemente para os lados.
-Ai como tenho saudade desse tempo; Sora murmurou, com ar letárgico.
-Nunca é tarde para se voltar aos bons tempos; Jill comentou, com um meio sorriso nos lábios.
-Certamente; ela respondeu, fazendo os outros dois acrobatas quase avançarem sobre o ruivo, por não saberem do que exatamente eles estavam falando.
-Bem Pámela acompanhe a Sora, é melhor vocês descansarem; Sr Park avisou, ainda fitando seriamente os dois trapezistas.
-...; Todos assentiram.
.II.
Colocou a mala em cima da cama, enquanto ainda ouvia o som do secador de Pámela vindo do outro lado do quarto. Ainda se lembrava da ultima vez que quase surtara ao abrir a mala e ver Fool confortavelmente deitado entre suas roupas.
-"Ainda bem que ele esta com a Rosetta"; ela pensou, suspirando aliviada. -MAS QUE DROGA; Sora berrou, ao abrir a mala.
-Oi Sora; Fool falou com um largo sorriso, acenando para ela.
-O que foi? -Pámela perguntou, virando-se rapidamente para ela, ainda com o secador em mãos.
-Her! Nada não, foi só que lembrei que esqueci de trazer uma coisa; Sora apressou-se em dizer, enquanto pegava rapidamente Fool de dentro da mala, antes que ele fugisse.
-Então ta; Pámela falou, voltando ao que fazia.
-O que esta fazendo aqui? -Sora perguntou entredentes para o espiro espertinho.
-Ta me sufocando, Sora; Fool falou, se debatendo.
-Eu deveria te dar como ração para a Yunathan, já que ela pode te ver também; ela ralhou, apertando-o.
-Ai, não achou que eu fosse te deixar viajar sozinha não é? -ele justificou-se, tentando se soltar.
-Fool, você não me engana, o que esta aprontando? -Sora perguntou.
-Hei Sora, tem certeza que esta bem? -Pámela perguntou, ouvindo-a resmungar.
-Claro; a acrobata respondeu, com um sorriso nervoso. -Vou dar uma voltinha pra tomar ar, daqui a pouco eu volto; ela falou, saindo rapidamente dali com Fool.
-o-o-o-o-
Remexeu-se na cama, incomodado. Não conseguia dormir de jeito nenhum, também pudera com aquele gigante roncando; Yuri pensou, sentindo uma veinha saltar em sua testa.
Não sabia se Leon estava numa situação tão ou pior que a sua, mas tinha que concordar que dessa vez os dois se meteram numa grande encrenca; ele pensou, vendo o acrobata do outro lado do quarto, com um travesseiro sobre a cabeça tentando aliviar aquele som ensurdecedor e tentar dormir com isso.
Olhou para os lados, vendo que ninguém notaria se saísse dali, se bem que, nem todos haviam ido dormir, até mesmo Jill não estava no quarto, o que era meio suspeito; ele pensou desconfiando, lembrando-se do tom que ele usara ao conversar com Sora.
Tudo bem que o garoto era namorado de Mia, mas mesmo assim não gostara da forma que ele e Sora se trataram quando chegaram; ele pensou, emburrado, enquanto levantava-se.
-o-o-o-o-
-Hei Sora não pode me deixar aqui; Fool gritou para ela, depois que a mesma o amarra de ponta cabeças no varal atrás do circo e se afastara, indo sentar-se no capô de uma caminhonete.
A noite estava incrivelmente estrelada, não era sempre que tinha tempo de ficar olhando o céu, quando estava no Kaleido Star; ela pensou, dando um baixo suspiro.
-Sem sono? -alguém perguntou, sentando-se a seu lado.
-Não, é só que deu vontade de ficar um pouco aqui, vendo as estrelas; Sora respondeu apontando para o céu.
-Procurando por algo especial? -Jill perguntou de forma enigmática, vendo um meio sorriso formar-se nos lábios dela.
-Quem sabe? -ela respondeu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Ter Jul 24, 2007 5:08 pm

-Mia me ligou, perguntando se chegou bem; ele comentou, acomodando-se melhor. -Ela me contou que os últimos dias andaram sendo bastante agitados no Kaleido Star;
-Você não faz idéia; Sora comentou, passando os dedos com suavidade pelos cabelos rosados.
-Imagino, ela me disse também que você esta desenvolvendo uma técnica nova para ‘A Lenda’ e tentou me subornar para tentar fazer você me contar como é essa técnica; ele continuou, dando um meio sorriso. -Porque lá ninguém mais agüenta de curiosidade;
-Suborno? -Sora falou, arqueando a sobrancelha, vendo-o dar de ombros. Deu um baixo suspiro, balançando a cabeça levemente para os lados. -É melhor me poupar dos detalhes sobre esse ‘suborno’; ela continuou.
-Cada um se vira com o que tem; Jill justificou. Dando uma risada e longo de seguida ficando serio
Sora e o Jovem Jill por uns instantes olharam muito sérios um para o outro até que não agüentaram mais esse jogo de seriedade e começaram os dois a rir as gargalhadas.
Sora ria, ria muito alto enquanto se lembrava como a ajuda dela tinha sido preciosa para juntar o jovem Jill e a Mia a ficarem juntos
------- Inicio da lembrança-------
Na sala do Carlos...
Sora, Carlos, Sr. Kennedy, Leon e Yuri estavam em uma reunião, coisa básica, para definir os assuntos referentes à nova temporada que chegava ao Kaleido Star. Mas essa era a primeira vez que a acrobata participava.
Sora (animada): O que vocês acham disso?
Yuri (pensativo): Parece interessante.
Carlos (intrigado): Mas como você pensa fazer isso?
Sora: Com a ajuda de todos, nós poderemos montar esse espetáculo.
Leon (com olhar misterioso): Eu achei bem interessante.
Sr. Keneddy: Vindo da Sora, vai ser algo incrível, não podemos negar.
Carlos: Esta certo. Reúna o pessoal mais tarde para passarmos todas as instruções.
Sora: Muito obrigada, Carlos...
Uma hora depois...
A pedido de Carlos, todo o Kaleido Star estava reunido no ginásio principal do prédio. Todos estavam muito ansiosos, pois como já se era de esperar, Carlos iria passar as instruções para o futuro espetáculo.
Carlos: Eu reuni todos aqui hoje e como sabem é para passar o itinerário dessa temporada.
Todos ficaram em silencio.
Carlos: No inicio dessa temporada faremos algo diferente dos outros anos, o Kaleido Star vai iniciar sua temporada com a apresentação de um dia em um festival oriental.
Todos estavam ouvindo atentamente.
Carlos: Esse festival foi sugerido pela Sora, ele é conhecido como Festival do Cravo, que acontece todo ano no Japão, apenas na passagem do solstício de inverno. Ele reúne varias pessoas em apresentações teatrais, acrobacias, concursos de cosplay e outras coisas mais. Mas como vai ser apenas de um dia, foi resolvido que todo o dinheiro arrecadado na venda dos ingressos será doado a instituição Cape Marrey. Por isso, conto com a colaboração de vocês.
Todos concordaram...
Carlos: Tem mais uma coisa. Todo ano um integrante do Kaleido Star é convidado para fazer uma participação especial no circo de um grande amigo meu o Sr. Parck, por isso nessa temporada a pedido da Sora eu resolvi, convidar um integrante do circo “ A Lona do Teatro” para estar presente na apresentação e trabalhar junto com vocês.
Dentre todos quem parecia mais ansiosa era Mia, qualquer um que pudesse perceber naquele momento, podia ver que ela estava levemente corada. Mesmo hesitando ela resolveu perguntar:
Mia: Quem foi convidado?
Antes que o chefe respondesse, a garota o interrompeu com um sorriso de orelha a orelha ao responder para a amiga:
Sora: O jovem Jill.
Aparentemente toda a calma de Mia se fora, ela estava mais vermelha que um pimentão, mas aparentemente ninguém havia notado, a não ser Sora.
Mia: Mas por-que ele?
Carlos: Foi idéia da Sora.
Anna: Então, quando começamos... – interrompeu a garota.
Carlos: As coisas começarão a serem organizadas amanhã. Por hora, Mia, você pode preparar uma peça curta para ser apresentada, os protagonistas serão escolhidos daqui a dois dias. Anna e Marion ficaram responsáveis pela organização dos espetáculos infantis que serão apresentados, Yuri, Leon e Sora, estarão encarregados de prepararem a decoração.
Yuri, Sora e Leon: O que? - os três gritaram... Leon e Yuri trocam alguns olhares de canto.
Carlos: Exatamente, como os dois fizeram um bom trabalho juntos na ultima temporada, acho que seria bom vocês repetirem a dose (ele não tem noção do perigo mesmo).
Sora: Mas e eu?
Carlos: A idéia foi sua e se é um festival oriental você é a pessoa mais indicada pra ajudar os dois a criarem uma decoração especial para o festival.
Sora (murmurando): Já que não tem jeito.
Carlos: Disse alguma coisa?
Sora: Nada, impressão sua, chefinho. (Ufa!).
Carlos: Agora podem ir...
No quarto da Sora...
Todas as garotas estavam reunidas conversando sobre o festival, menos Mia, que era a única a não se manifestar e manter o olhar perdido.
Sora: Algum problema Mia?
Mia: Han... Problema... Nenhum Sora... Porque a pergunta?
Sora: Você esta assim desde que o Carlos falou sobre a nova temporada.
Mia: Impressão sua.
Anna: Deixe de conversa, fala logo pra gente porque você esta assim.
Rosetta: É mesmo até eu consigo ver que você não esta bem.
Mia: Vocês se preocupam atoa.
Sora (triste): Não é atoa, você deve estar brava comigo, mas entenda eu só quis ajudar.
Mia (vermelha): Ajudar?
Sora (sorrindo): Pensei que você ficaria feliz em vê-lo de novo.
Anna: Então é isso, eu tinha percebido algo de diferente no ar, mas não pensei que fosse ele o motivo.
Mey: Hei... Não me deixem de fora, quem é esse que vocês estão falando?
Rosetta: Eu também quero saber?
Mia: Ele estava junto com a gente quando fizemos o show no parque aquático.
Anna: Ele também apareceu no meio do palco, na peça Lago dos Cisnes, era o garoto de chicote.
Mey (pensando): Uh... Garoto de chicote... Ele estava no palco... Será que é quem eu estou pensando.
Anna: Porque ficou quieta Mey?
Nesse momento a garota deu um grito muito alto.
Mey: Fala sério, é aquele garoto muito gato de cabelo ruivo e olhar misterioso.
Mia pareceu ficar muito mais vermelha do que estava quando a conversa começou.
Sora: Esse mesmo. A Mia é doida por ele.
Mia (vermelha): Não sou não.
Anna: Se não é porque você esta tão vermelhinha assim?
Mia: É que... Her... A, vamos mudar de assunto.
Mey: Nada disso, se você gosta mesmo dele, tem que contar isso a ele.
Anna: Eu disse a mesma coisa, mas ela vive mudando de assunto.
Sora: Por isso eu digo que temos que fazer alguma coisa.
Mia (assustada): Ficou louca, toda vez que você inventa algo do tipo, alguma coisa acontece.
Anna (fazendo pose de super herói): Eu concordo com a Sora, mesmo você não querendo, nós como grandes amigas que somos temos que ajudar.
Sora: E tem mais uma coisa, você teve uma segunda chance de vê-lo, tem que aproveitar.
Mey: Eu to dento, quero fazer alguma coisa por vocês.
Mia (preocupada): Vocês?
Mey: Claro, você e esse garoto.
Mia (com a mão na cabeça, pensando): Isso não vai prestar...
Sora: Bem, como já decidimos ajudar a Mia, amanhã a gente começa a pensar em alguma coisa, por hoje vamos apenas descansar.
Mey: Descansar nada. Mia quero saber qual vai ser a peça do festival. –pergunta a garota com cara de curiosa.
Mia: Eu estava pensando em um romance, tipo aqueles com final feliz, mas não tive nenhuma idéia sobre o assunto.
Anna: Por que não algo que tenha a ver com comédia.
Mey: Nem pense nisso. – diz a garota começando a mostrar seus dentes.
Anna: Foi só um palpite.
Sora: Porque você não escreve algo baseado em algum conto oriental já que é esse o tema do festival.
Anna: É, essa é uma boa opção.
Mia: Acho que sim. Como vai ser o Carlos que vai decidir os papéis, dessa vez eu não preciso fazer algo especifico. Obrigada meninas! Foi uma boa idéia, vou começar a escrever logo.
Depois disso cada uma foi para seus quartos. Pensando em um plano para juntar Mia e Jill, afinal o garoto chegava no Kaleido Star no dia seguinte.
Logo pela manhã Sora arrancou Mia da cama para juntas irem buscar o Jill no aeroporto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Ter Jul 24, 2007 5:09 pm

Mia (bocejando): É muito cedo... Aonde você quer ir Sora?
Sora (arrastando Mia pelos corredores): Você se esqueceu, o jovem Jill já deve estar no aeroporto a essas horas.
Mia (corando): Ai, ai, ai... Quase que eu me esqueço, ele chega hoje. Mas porque você quer que eu vá junto. Era mais fácil pedir pro Ken ir de táxi busca-lo no aeroporto.
Sora: Você se esqueceu da promessa que eu e as meninas fizemos. Nós vamos fazer vocês ficarem juntos a qualquer preso-so-so. Agora anda logo pra ele não ficar muito tempo esperando.
Minutos depois no aeroporto...
Mia (olhando pros lados): Eu não o vejo em lugar algum.
Sora: Não se preocupe, eu sei que ele veio. –diz Sora tentando acalma-la, pois parecia que Mia estava realmente nervosa com o sumiço do garoto.
Uma voz suave, porem misteriosa soou atrás das garotas que até então estavam como duas baratas tontas no meio do aeroporto procurando por Jill.
Jill: Como vão meninas? - o sangue de Mia gelou, ela conhecia muito bem aquela voz.
Sora (toda sorridente): Como vai jovem Jill?
Jill (meio sorriso): Bem, e vocês?
Mia: Her... Bem.- diz ela corando.
Por um curto espaço de tempo, os dois ficaram se fitando, até que Sora percebendo que tinha virado vela e resolveu chamar a atenção dos dois, se não, eles passariam o dia todo ali.
Sora: Então jovem Jill. Vejo que já esta com as malas. Vamos logo pro Kaleido Star.
Jill: Esta certo Sora,vamos então; ele respondeu a seguindo.
Na hora de entrarem no táxi, Sora deu um jeitinho de empurrar Mia e Jill para o banco de trás e foi na frente junto com o motorista. Ambos passaram o caminho todo em silêncio e evitando se olharem. Mia estava realmente muito vermelha e Sora parecia se divertir um pouco com a situação.
De volta ao Kaleido Star, na sala do Carlos...
Carlos: Fico feliz que tenha aceitado o convite Jill.
Jill: É sempre um prazer trabalhar com o pessoal do Kaleido Star, Carlos; ele respondeu, lançando um olhar misterioso a Mia que corou dos pés a cabeça.
Carlos (não notando a situação): Mia, agora que o Jill chegou, podemos começar os treinos, mas nesse momento eu quero saber se você já escreveu a peça para o festival.
Mia (se recompondo): Já, mas eu acho que faltam alguns ajustes que eu vou fazer durante o período dos treinos de hoje. Assim, independente de quem serão os protagonistas os papéis ficarão mais fáceis de serem interpretados.
Carlos: Entendo, mas você pode nos adiantar algo.
Mia (séria): Posso. A peça se chama “Sentimentos que Transcendem o Tempo” (isso soa familiar). É uma história baseada numa lenda oriental que surgiu na época das guerras civis japonesas. A história se baseia no romance de uma sacerdotisa com um meio-youkai como eles chamam. Mas um outro cara aparece para atrapalhar esse romance, mesmo porque ele era apaixonado pela sacerdotisa e por não admitir esse sentimento ele faz de tudo para atrapalhar os dois. Essa sacerdotisa tem um toque peculiar, porque ela acaba tendo o coração corrompido pela duvida e lacra esse meio-youkai numa arvore e morre em seguida; ela falou fazendo uma pausa. - Mas depois de 50 anos uma segunda garota, muito parecida com a sacerdotisa, na verdade ela é a reencarnação da primeira, aparece e rompe o lacre do meio-youkai, e ambos vivem o mesmo sentimento que o de 50 anos antes só que com algumas coisas diferentes, pra tornar a historia mais interessante.
Carlos (interessado): Parece mesmo interessante, mas quais os ajustes você estava pensando em fazer? Faça os ajustes e me mostre depois.
Mia: Eu estava pensando em transformar essa segunda sacerdotisa num tipo de segunda personalidade da primeira. Tipo, ela representaria todos os doces sentimentos que a primeira fora obrigada a esconder por ser um representante divino. Então, como essa segunda não tem as mesmas responsabilidades ela poderia agir com mais liberdade ao expor seus sentimentos; ela concluiu.
Jill: Interessante; ele murmurou.
Carlos: Certo, faça os ajustes e me mostre depois.
Mia: Certo;
Mia e Jill saíram da sala de Carlos. E foram encontrar o resto do pessoal para começarem os treinos.
Enquanto isso no palco do Kaleido Star...
Yuri e Leon para variar, estavam tendo uma discussão.
Leon (fulminando Yuri com o olhar): Eu já falei, não é porque o nome é Festival do Cravo, que você vai sair por ai jogando um monte de cravos nas pessoas; ele ironizou.
Sora (com uma gota): Calma, não é assim pessoal.
Yuri (muito estressado): Me fala então, inteligente, o que você sugere.
Sora (sussurrando): Vai começar tudo de novo, não sei porque o Carlos insiste em me colocar nesse fogo cruzado; nesse momento a gotinha na cabeça dela aumenta.
Leon: Nós poderíamos colocar alguns arranjos florais já que é um festival de primavera, mas sem excesso. Alguns balões e faixas.
Yuri (ironizando): Nossa, mas que criatividade,vai parecer um velório desse jeito. Não sei porque o Carlos insiste em nos fazer trabalhar juntos (resmungando enfezado).
Sora (pensando): Também acho.
Leon: Pelo menos nisso concordamos.
Yuri: Tudo isso é por...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Ter Jul 24, 2007 5:10 pm

Sora (muito séria): Por nada, sinto muito, mas desse jeito não vamos chegar a lugar nenhum, não se preocupem, eu dou um jeito. – diz a garota com uma voz cansada e ao mesmo tempo irritada.
Yuri e Leon (assustados): O que você vai fazer? – perguntaram os dois juntos.
Sora: Eu vou pedir a ajuda do Yan e depois, aviso pro Carlos que alguma das meninas precisou da ajuda de vocês e como o trabalho aqui já estava adiantado eu não liguei que vocês fossem.
Yuri (incrédulo): Mas por que isso Sora?
Sora (cansada): Vocês não sabem trabalhar juntos e não fazem nada para melhorar isso.
Leon (sério): Ela está certa.
Yuri (irônico): Como se você se importasse.
Uma corrente elétrica passou pelos olhos dos dois que se fulminavam mutuamente, eles ficaram se estranhando até que Sora voltou a chamar-lhes a atenção.
Sora: Vocês estão vendo. Em menos de um minuto vocês já começam a brigar. Sinto muito, mas cansei disso, eu vou embora. (pensando, triste) Não sei porque o Carlos insiste nisso, até parece que gosta de ver esses dois quase se matando.
Yuri e Leon puderam perceber claramente o ar de decepção da garota e foi o que fez os dois se preocuparem. Não era normal ela ficar assim, ainda mais as vésperas da abertura de uma temporada. E ambos sabiam bem quem eram os culpados daquilo.
Durante toda a manhã em vez de ajuda-los a trabalhar, ela ficara o tempo todo tentando evitar que os dois se atracassem.
Yuri (hesitante): Por favor, espere Sora. –diz o garoto a puxando delicadamente pelo braço impedindo que ela fosse embora.
Yuri a fitava com os olhos calmos de sempre (ai, ai, ai... aqueles olhos violeta), sem aparentar o mínimo do transtorno de minutos antes quando berrava com Leon. Sora ficou corada ao notar a proximidade entre ela e Yuri. Mas quando tava pintando um clima entre os dois, o Leon vez questão de lembra-los que ainda estava ali.
Leon: Esta certo Sora. Vamos trabalhar e deixar as brigas de lado.
Yuri e Sora pareciam ter acordado de um transe. Como se estivessem perdidos um no olhar do outro, mas rapidamente se separaram ao perceberem que estavam tão próximos. Ambos ficaram um bom tempo evitando se olharem, mesmo porque ambos ainda estavam muito corados e preferiam evitar os comentários sarcásticos que poderiam disso surgir.
Depois dessa, cada um resolveu procurar alguma coisa pra fazer sobre o festival. Após uma conversa mais calma, os três resolveram seguir a idéia que Leon havia dado sobre os arranjos florais e as fitas, sem deixar que a decoração se assemelhasse a um velório, pelo menos até uma segunda ordem de Carlos.
Dois dias depois...
A decoração do Kaleido Star estava pronta, com isso, Sora, Leon e Yuri tiveram tempo para se ocuparem de outras coisas. Sora e Leon resolveram treinar para o teste que ocorreria no dia seguinte, enquanto Yuri a contra gosto foi cuidar da recepção do Kaleido Star.
No ginásio...
Todos estavam treinando, Mey e Rosetta de vez em quando olhavam na direção de Mia, que parecia muito concentrada na tela de seu laptop. Aparentemente, sem que ninguém visse, ela aproveitava um tempinho pra ficar olhando o treino de Jill, e com o passar do dia ela sem perceber foi adaptando o papel do mocinho da história para a personalidade dele.
Sora observava tudo à distância, até que teve sua atenção chamada por Leon. Os dois estavam treinando juntos no trapézio, enquanto os demais faziam seus aquecimentos no chão ou nas outras extremidades do ginásio. Sem perceber Sora acabou parando as acrobacias no trapézio para observar Jill e Mia.
Leon (sério): Se você continuar desatenta desse jeito não vai pegar o papel principal dessa peça.
Sora: Mas dessa vez esse papel não me interessa; ela respondeu vagamente.
Leon pareceu ficar espantado com o que Sora havia dito, normalmente as acrobatas como ela, Mey e Rosetta acabavam vez ou outra disputando o papel de protagonista, mas ele nunca havia ouvido ela falar que não se interessava pelo papel.
Leon (espantado): Como? Mas foi você que idealizou esse projeto. O que te fez pensar assim?
Nesse momento ela chamou a atenção dele, para as duas pessoas que estavam abaixo deles. Por um breve momento era possível ver, mesmo que a distância Mia e Jill se olhando, ambos tinham um olhar calmo, um leve sorriso e o rosto corado. Mas ao perceberem que estavam sendo observados, não só por Leon e Sora, mas por quase todo o ginásio que estava ali na expectativa, ambos se viraram e voltaram ao que estavam fazendo.
Leon: Você diz isso, por eles?
Sora: Exatamente.
Leon (decepcionado): Mas se você não for minha parceira, quem vai ser? – perguntou mais para si do que para ela (tadinho).
Sora: Ainda não sei, mas que esses dois vão ficar juntos isso eu posso te garantir.
Isso não pareceu uma resposta muito clara para Leon, que ficou um bom tempo pensando nas palavras de Sora. O que será que ela iria fazer? Mas antes que ele pudesse fazer mais alguma pergunta, Sora se despediu e desceu do trapézio, indo embora do ginásio logo em seguida. Leon atônito ainda ficou mais um tempo lá.
Na sala do Carlos...
Minutos depois que Sora deixou o ginásio de treino, ela foi correndo pra sala do Carlos. Nesse momento ele estava falando com Yuri. Quando Sora entrou na sala, ela se deparou com Yuri sentado na cadeira à frente de Carlos. Quando o jovem se virou, ele também apresentava um ar surpreso ao vê-la ali, o que deixou ambos constrangidos. Carlos percebendo isso resolveu intervir.
Carlos: O que quer Sora?
Sora (séria): Eu preciso te fazer uma pergunta muito importante Carlos.
Ao notar o ar sério da garota, Yuri se despede e sai da sala. Logo após, Carlos indica a cadeira desocupada por Yuri para que ela se sentasse.
Carlos (curioso): Qual a pergunta?
Sora: Você já decidiu quem vai fazer os papéis principais da peça?
Carlos: Por que, isso é importante?
Sora: Na verdade é.
Carlos pareceu surpreso, todo o tempo que Sora trabalhava no Kaleido Star ela nunca havia se importado com quem protagonizaria as peças.
Carlos: Tudo bem, eu estava pensando, já que o Jill esta aqui, eu queria que ele fizesse o papel de meio-youkai e o Leon seria o vilão.
Sora: E quem seria a sacerdotisa?
Agora Carlos parecia muito mais surpreso, já que Sora se mantinha séria ao falar.
Carlos: Eu tinha pensando em você pra fazer esse papel.
Sora (muito séria): Carlos, se eu te pedisse, você deixaria outra pessoa interpretar esse papel.
Carlos (surpreso): Outra pessoa? Não entendo o que você quer com isso Sora?
Sora (abrindo um sorrindo): É simples, eu queria que a Mia fizesse o papel principal. Quanto ao papel que você havia pensando para o jovem Leon e o jovem Jill tudo bem.
Carlos: A Mia, mas ela esta fazendo o roteiro da peça.
Sora: Por favor, é só isso que eu peço. –diz a garota com seus olhos brilhantes.

Uma hora depois, no ginásio...
Todos que estavam no ginásio pararam de treinar para se apresentarem na frente de Carlos, que escolheria os acrobatas para a peça. Com o roteiro na mão o chefe se aproximou do pessoal, o típico olhar impassível coberto por aqueles óculos de lentes claras.
Carlos: Como vocês sabem, daqui a dois dias será o festival e como eu havia dito antes, hoje é o dia da escolha dos acrobatas que irão representar na peça.
Todos pareciam estar em grande expectativa, já que só se falava nisso durante os treinos.
Carlos: Os protagonistas serão: Leon, Mia e Jill.
Todos (murmurando): Mas não era pra ser a Sora? – a surpresa foi geral, afinal todos pensavam que seria Sora a protagonista.
Mia (confusa): Como?
Carlos: Exato, você fará o papel de sacerdotisa, por isso é melhor que comece a treinar não é fácil ser protagonista e espero o melhor de todos; ele completou olhando para todos que pareciam não ter entendido o que ele disse.
Leon parecia muito surpreso, a cada minuto as palavras de Sora lhe faziam menos sentido, sobre ela não querer o papel de protagonista. Foi quando um pensamento lhe passou pela cabeça, será que Sora não queria mais ser sua parceira? Ou ela havia se irritado tanto com as brigas dele com Yuri que cansara e resolvera pegar algum papel de quadjuvante para não contracenar mais com ele? Sem perceber Leon começou a procurar Sora com os olhos pelo ginásio, mas ela não estava lá, fazendo o acrobata dar um suspiro frustrado.
Carlos: Anna, Gina e Bárbara farão seu espetáculo de centopéia junto com Ken. Mey, Marion e Rosetta farão os papéis dos amigos da segunda personalidade da sacerdotisa. E é só.
Leon: Espere Carlos; ele chamou, demonstrando pela primeira vez, não estar tão seguro se perguntava ou não.
Carlos: O que foi Leon, algum problema?
Leon: E a Sora?
Todos pararam para ouvir a resposta do chefe, aquilo sem duvida era uma situação estranha, mesmo curiosos para saberem o porque de Sora não estar na peça, a curiosidade era maior pelo fato da pessoa que sentiu a falta dela não ser outra se não Leon, ele parecia se importar muito com isso, o que era novidade assustadoramente interessante.
Carlos (indiferente): A Sora vai estar ajudando o Yuri na organização das pequenas apresentações que ocorreram durante o dia. E como não terá tempo de treinar ela não foi escolhida pra peça.
Leon: Mas... - ele tenta argumentar. (pensando): Ela é minha parceira!
Carlos: Se for só isso que você queria saber, eu já vou indo, tenho mais coisas a fazer. – nem mesmo Carlos, conseguia ainda entender muito o pedido de Sora. Só que ao ver Mia e Jill conversando no ginásio, ele entendeu o que a garota queria com tudo aquilo. Aquele era mais um dos planos de Sora para formar mais um casal no Kaleido Star.
Depois disso Carlos entregou uma cópia do roteiro para todos, nesse roteiro haviam sido colocadas às interpretações que Mia ajustara para cada personagem. Mia ainda não acreditava na decisão de Carlos, mas isso não era algo que a preocupava. Na verdade o que mais a preocupava seriam as cenas que ela faria com Jill, mas em momento algum lhe passou pela cabeça que Sora tinha alguma coisa a ver com isso.
Em um canto afastado do ginásio Leon ainda permanecia em silêncio e com ar pensativo. Quando Mia se aproximou.
Mia: Leon, eu sei que não sou tão boa trapezista quanto a Sora, mas...; Ao terminar de falar ela percebeu que Leon não havia ouvido nada. Quando começou a chamá-lo. – Leon!
Leon (aéreo): Ah! Desculpe, não te ouvi... Algum problema Mia?
Mia (com uma gota): Não... Esquece.
Leon: Mia, posso te fazer uma pergunta?
A garota achou estranho, não era normal o Leon parecer gentil com as outras pessoas e sobre ele fazer perguntas, ela já estava estranhando as atitudes mais recentes que Leon estava tendo, tipo se importar mais com as pessoas e o interesse repentino dele em agradar Sora.
Mia: Cla-ro! Pergunte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Ter Jul 24, 2007 5:10 pm

Leon (sério): Você acha que a Sora não gosta de ser minha parceira.- ele mantinha os olhos fechados, como se cada palavra fosse difícil de ser pronunciada. Mia não conseguia entender o porque da pergunta.
Mia: Leon! Acho que não sou a pessoa certa pra te responder, seria melhor você perguntar isso pra ela, só ela pode dizer isso; ela respondeu eloqüente. (pensando): Então é isso.
Leon: É, acho que você esta certa; sem mais nada a falar, Leon saiu do ginásio.
Dois dias depois...
Os treinos foram correndo, Jill e Mia pareciam empolgados com os papéis que iriam interpretar, afinal eles poderiam fazer um par romântico sem ficarem corados na interpretação, isso já era um avanço para os dois. Apenas Leon não demonstrava nenhuma emoção em sua atuação o que começou a preocupar o resto do elenco, pois desde a peça Lago dos Cisnes, Leon passara a interpretar os personagens com mais vida e emoção.
Chega o dia do festival...
Todas as garotas estavam animadas com a proximidade da apresentação. No camarim, Mia estava sendo consolada pelas amigas, já que ela não conseguia conter seu nervosismo, mesmo conseguindo interpretar bem o papel dela, varias vezes no treinamento perdera a concentração. Exatamente quando as cenas finais se aproximavam, sendo que a ultima cena era a transformação do meio-youkai em humano e o tão esperado beijo que causava isso.
Nos corredores do Kaleido Star...
Sora corria para todos os lados, se certificando de que tudo estava bem e como Ken estaria no festival junto com a equipe da Anna. Ela faria o trabalho dos dois. Ao passar pela porta do camarim das meninas, Sora pode perceber que Mia estava muito nervosa, mas ela não se importou muito, afinal a garota estaria no palco com seu verdadeiro amor, o que mais ela queria. Mey que já estava se preparando para sair do camarim viu Sora passar e foi atrás dela.
Mey: Sora espere, quero falar com você.
Sora: Oi Mey, aconteceu alguma coisa? – disse a menina diminuindo o passo da corrida.
Mey: Preciso te perguntar uma coisa, mas vamos sair daqui.
Sora: Daqui a pouco começa a peça, porque não conversamos depois.
Mey: Não pergunta e vamos logo, não da pra esperar.- diz a menina muito séria.
Mey arrastou Sora para uma parte mais afastada do camarim das garotas, sem perceber Sora foi levada por Mey até as proximidades dos camarins dos jovens (jovem Leon e jovem Jill).
Sora (com pressa): Fala logo, Mey. Qual a pergunta?
Mey (séria): Era pra você ser a protagonista da peça, não era?
Sora pareceu assustada com a pergunta, será que ela sabia de alguma coisa sobre a conversa com Carlos.
Sora (uma gotinha escorrendo da testa): Her... Do que você esta falando?
Mey (começando a mostrar os dentes): Não se faça de inocente, você disse pra nós bolarmos um jeito de juntar a Mia e o Jill, mas evitou tocar no assunto durante dois dias, depois o Carlos aparece falando que ela seria a protagonista da peça e o pior, ninguém nunca tinha visto uma apresentação tão medíocre do Leon. Então, agora eu quero que você me responda, o que você fez?
Sora pareceu mais surpresa do que assustada, quanto à parte da Mia e do Carlos tudo bem, isso tinha dedo dela, mas quanto ao Leon, sinceramente ela não fazia idéia do que estava acontecendo.
Jill e Leon ouviam a conversa de trás da porta de seus respectivos camarins e sem serem fazerem barulho permaneceram ali durante toda a conversa.
Sora (com um sorrisinho sem graça): Mey sobre o jovem Jill e a Mia, esse foi o único jeito que eu encontrei dos dois se acertarem de uma forma natural, mas quanto ao jovem Leon não sei do que você esta falando.
Mey (indignada): Como não sabe? – diz ela aumentando o tamanho dos dentes.
Sora (gota): É sério, a ultima vez que falei com o jovem Leon foi um dia antes da seleção do elenco. Não sei do que você esta falando.
Mey (se recompondo): Sora só vou te fazer mais uma pergunta.
Sora (nervosa): Ai, ai, ai... Porque esse ar sério, Mey. Você esta me deixando nervosa-sa-sa.
Mey: Você falou pro Leon que não interessava mais pra você ser a parceira dele.
Sora (pensando): Como? – dessa vez ela pareceu preocupada, aonde Mey queria chegar com aquilo.
Sora (esclarecendo a situação): Não, que eu me lembre eu só disse que o papel de protagonista dessa peça não me interessava, mas isso era porque eu queria mesmo, era um jeito do jovem Jill e da Mia ficarem juntos. Foi quando eu tive a idéia de fazer isso, usando os papéis de protagonistas da peça.
Mey (pensativa): Então é por isso que você não foi escolhida.
Dentro do camarim, Leon dava suspiros de alivio, enquanto voltava a ser arrumar.
Sora: Exato, mas Mey, não conte isso pra ninguém. Eu sei que a Mia acharia isso uma loucura e iria ficar muito doida comigo.
Mey: Esta certo, não vou falar nada, contanto que da próxima vez que você for fazer algo do gênero nos avise.
Depois disso as duas foram embora, Jill e Leon foram para o palco.

O
OO
OOO
OOOO
OOO
OO
O



Dessa vez Leon parecia bem menos tenso do que nos treinos, o que surpreendeu todo o elenco. Sem que os outros percebessem, Mey dava risinhos de contentamento, pois somente Sora não havia ouvido os murmúrios de Leon durante a conversa delas, mas isso é um caso a parte.
No final da apresentação...
Todos estavam muito contentes, em nenhum dia das outras temporadas o Kaleido Star havia ficado tão cheio. A animação era geral. Nos bastidores todos cumprimentavam Mia pela incrível atuação.
E como as apresentações iriam até a noite, a peça principal fora feita logo após o almoço, para que todo o elenco pudesse se revezar nos espetáculos e descansarem em curtos intervalos. Saindo do meio do pessoal, Mia foi procurar um canto para descansar antes de ir se trocar no camarim para a próxima apresentação. O que ela não percebeu é que Sora também havia visto a saída sorrateira dela e havia apontado para Jill a direção em que Mia ia, fazendo o garoto ir atrás dela, logo em seguida.
Jill: Mia, posso falar com você?
A garota pareceu surpresa, durante toda a semana ambos haviam se tratado como profissionais, apenas conversando sobre a peça e evitando o Maximo de se olharem. Mas algo os dois não poderia negar, seus sentimentos estavam mais visíveis depois do encerramento da peça.
Mia (corando): Tudo bem.
Jill: Você esteve ótima nessa apresentação; ele disse se aproximando com aquele sorriso misterioso que deixou a menina super corada.
Mia: Obrigada, você também interpretou mui-to b-em se-u pa-pel. – diz ela sem conter o nervosismo.
Jill (sério): Mia eu tenho uma coisa pra te falar, já que amanhã terei que ir embora; ele completou com certo pesar.
A garota pareceu decepcionada, ela passara a semana tão entretida com a peça que se esquecera que um dia depois da apresentação ele iria embora. Sem perceber Mia acabou abaixando sua cabeça. Delicadamente Jill levantou o rosto dela usando uma das mãos, a garota parecia surpresa com a atitude dele, não se lembrava de tê-lo visto tão próximo assim que não fosse durante a peça. Um calmo silencio se instaurou entre os dois, mas Jill foi o primeiro a quebra-lo.
Jill: Eu gosto muito de você! (o primeiro nessa história que vai direto ao ponto, pelo menos algumas almas se salvaram do purgatório - rsrsrsrs).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Ter Jul 24, 2007 5:11 pm

Mia: Jill... Eu...; Antes que ela pudesse responder, sua voz foi calada com um doce beijo, vindo de seu amado.
Eles permanecerem por mais um tempo abraçados, curtindo o momento, mas foram basicamente interrompidos por um barulho que vinha de trás deles.
Ao se virarem lá estavam, Sora, Mey, Rosetta, Anna, Marion (mais vermelha que um pimentão) Yunathan (em cima da cabeça dela, também vermelho), junto com todo o elenco. Todos sorriam e batiam palmas para o novo casalzinho. Mia não sabia aonde se escondia de tanta vergonha, Jill não se importou com a situação, afinal ele tomara aquela decisão após ouvir a conversa de Mey e Sora próximo ao camarim e como a menina mesmo dissera, essa era uma chance que eles teriam, agora como aproveitar isso só dizia respeito aos dois.
No dia seguinte, Mia foi com Jill ao aeroporto, ambos prometeram sempre fazer uma visita quando estivessem de folga, afinal não fazia nem 24 horas que eles estavam oficialmente namorando e a saudade já era mais forte do que a necessidade de voltar para o trabalho. Jill voltou para o Lona do Teatro e Mia para o Kaleido Star, ambos felizes por finalmente estarem juntos...
------- fim da lembrança--------
quando acaba de se lembrar desse assunto, esboço um leve sorriso para o céu . Mas de repente a conversa anterior volta novamente a sua cabeça para de sorrir e olha muito seria para o jovem Jill e diz:

-Acontece o seguinte, eu só estava treinando e perdi a hora, ai todo mundo chegou e já começaram as especulações por terem visto o que não deviam; ela explicou, lembrando-se do que acontecera em seguida.
-Entendo... E agora não te deixam em paz por causa disso? -ele perguntou, como se já soubesse a resposta.
-A cada cinco passos que dou para fora do Kaleido Star tem pelo menos cinco meninas atrás de mim; Sora falou, dando um suspiro cansado. Só as amigas não haviam percebido que ela já notara a perseguição silenciosa dos últimos dias.
-Deveria contar a elas que você já sabe; Jill falou.
-Não, é mais divertido deixá-las na expectativa de que vão descobrir alguma coisa; ela brincou, rindo. -Só tenho dó do Ken, você não foi o único subornado para tentar descobrir o que estou preparando para a Lenda;
-Vendo por esse lado; ele murmurou, observando atentamente as expressões da jovem.
Desde que ela chegara sentira que havia algo diferente, não era só aquela confiança que ela adquirira ao longo dos anos e das provas que fizera para chegar aonde chegará, agora entendia porque da namorada estar tão ansiosa para que conseguisse alguma informação, esse elemento surpresa de agora era o que estava deixando todos curiosos.
-Mas mudando de assunto; Jill começou.
-O que foi? -Sora perguntou, vendo-o ficar sério.
-Você esta diferente; ele falou.
-Como? -ela perguntou, surpresa.
-É, os outros podem não ter percebido, mas alguma coisa mudou não é? -Jill insistiu.
-Talvez; Sora murmurou, erguendo os olhos, para fitar as estrelas. -Todos nos mudamos, pode não ser ao mesmo tempo, mas mudamos; ela falou em meio a um suspiro.
-O que você acha que mudou, então? -ele perguntou, mais sugerindo do que indagando.
-Não sei dizer, só acho que descobri que ainda restam alguns demônios a serem enfrentados. Coisas que não posso simplesmente enterrar; ela respondeu de maneira enigmática.
-Esta se referindo há? -ele começou.
-Uma vez eu ouvi uma frase assim ‘Existe uma linha tênue entre o amor e o ódio’, então quer dizer que se amamos algo, também odiamos outra coisa. Já que nada funciona sem equilíbrio.
Uma breve pausa foi feita pela jovem, onde nada mais era ouvido alem da respiração leve de ambos, enquanto ele esperava paciente que ela continuasse.
-Mas, sempre achei difícil me ver odiando alguém, pelo próprio sentido da palavra ser muito forte, com o tempo descobri que isso era tão fácil, chegava a ser banal; ela falou, dando um suspiro quase frustrado. - Você vê todos os dias pessoas falando ‘Eu odeio tal coisa’, ou ‘Há como odeio quando isso acontece’, elas dizem odiar algo que as desagrada, da mesma forma que falam em amor, como algo banal também.
-Vendo por esse lado; ele murmurou, concordando com ela. Não era difícil ver as pessoas usando tais expressões de maneira tão banal, que com o tempo o sentido de tais palavras estava se perdendo.
-Quando começamos o Lago dos Cisnes, eu ficava me perguntando. Como Odette conseguia amar incondicionalmente Siegfried, ao contrario de Odila, que era egoísta e o queria só para si, o que a fazia odiar Odette por isso. Ambas amavam, a sua própria maneira, mas ainda sim; ela explicou, voltando-se para ele. -Eu fico me perguntando se em algum momento Odette não deve ter odiado, sei lá, não odiado outra pessoa, mas a si mesma por não ter feito algo diferente. Tudo bem que é um conto de fadas e diferente de Romeu e Julieta que acaba com tragédia, esse teve um final feliz, mas convenhamos, na vida real nem tudo é só, sorrisos e risadas.
-...; Jill assentiu concordando, compreendendo as contradições que ela apresentava. -Você quer dizer que nem mesmo Odette poderia ser uma pessoa completamente boa;
-Ninguém é perfeito, Jovem Jill, ninguém; Sora completou, com um olhar vago. -E descobri que nem eu fujo a essa regra. Como dizem por ai, ‘amamos e odiamos na mesma proporção’, são coisas contraditórias, mas enfim...; Ela fez uma pausa.
-...; Ele assentiu, esperando-a continuar.
-Eu descobri isso quando conheci o Jovem Leon; Sora continuou, quase num sussurro. -Lembro do primeiro dia dele no Kaleido Star, foi um verdadeiro inferno, nós nos desentendemos e aquela foi a primeira vez que eu virei para alguém e disse ‘Eu não gosto de você’; ela falou, lembrando-se do que acontecera. -Nesse dia eu descobri que não era imune a esse tipo de sentimento, por isso não conseguia interpretar a Odette perfeita que a Mia criou. Todos estamos fadados a sentimentos que não somos capazes de controlar;
-Realmente, não tem como não odiar; ele falou, quase num sussurro, erguendo os orbes para o céu, fitando as estrelas.
-Nunca pensei que naquele dia sentiria tanta raiva de alguém, mas ele me provou que eu estava errada. Nem quando o tempo de apresentação no Monkey Heave foi reduzido, eu me senti tão frustrada como ao ver o Jovem Leon em suas atuações.
-Porque diz isso?
-Porque eu via o deslumbre de todos os espectadores com o ator e a atuação chamativa, que não notavam o quão ele era indiferente. Não importa o quão difícil é uma técnica, se você não a faz com sentimentos, ela se torna a mais patética de todas; Sora falou, em meio a um novo suspiro. -Eu me sentia frustrada, particularmente pelo fato de vê-lo executar essas técnicas com perfeição, mas sem sentimento algum, enquanto os outros ao redor, davam o sangue para satisfaze-lo, não por ele, mas porque tinham paixão pelo que faziam, independente se estava do gosto dele ou não; ela falou, acomodando-se melhor sobre o capô.
-Bastante exigente, não; Jill comentou, conseguindo imaginar perfeitamente o quanto deveria ter sido difícil agüentar aquela fase.
-Eu não me sentia frustrada porque descobri que eu podia odiar, mas não me conformava com alguém que não demonstrava nenhum dos dois sentimentos.
-Mia me contou sobre quando você quase matou o Leon; ele falou de repente.
-...; Ela assentiu, quase sorrindo com isso.
Também se lembrava que se não fosse Mia e Ken, certamente Leon iria precisar de um cirurgião plástico, naquele dia que ela e Mey fizeram o teste para a peça Drácula, ficara tão irada com o que ele falara sobre Layla, que não havia nem se importado com quantas regras de ética estaria destruindo por tentar estrangular um companheiro de palco.
-Uma vez, o Jovem Yuri me disse uma coisa, jamais vou esquecer disso; Sora falou, sorrindo.
-O que é? -Jill perguntou, em tom curioso.
-Não há nada mais triste do que ver um palhaço chorar... Não importa se seu coração esta triste, o trabalho de um palhaço é fazer as pessoas rirem; ela repetiu, como se ainda ouvisse a voz do acrobata ecoar em sua mente, como se fosse ele a repetir essas palavras para que Jill ouvisse. -Antes disso eu nunca havia reparado que as expressões que os palhaços pintavam em suas faces eram tristes, mas ainda sim eles fazem de tudo para alegrar as pessoas, mesmo que elas talvez nunca venham a saber se eles estão tristes ou felizes. O que eu quero dizer é que até mesmo eles que vivem sob uma mascara demonstram sentimentos, não existe alguém indiferente a tudo, um cubo de gelo frio e inexpressivo;
-...; ele assentiu, concordando.

-Tentando entender porque ele era assim, descobri um lado meu, que desconhecia a existência; a jovem confessou.
-Entendo; Jill murmurou, vendo-a apoiar os braços sobre os joelhos e descansar a cabeça sob o apoio de uma das mãos. -Não deve ter sido fácil...;
-...; Ela negou com um aceno.
-Todos os dias são motivos de mudança em nossas vidas, o simples fato de acordar e continuar a respirar, já representa mudança; ele falou, fitando o céu estrelado. -Mas é melhor ir dormir um pouco, a viajem deve ter sido cansativa;
-Você não faz idéia; Sora falou num sussurro tão baixo que mal ele ouviu.
-Como? -Jill perguntou, franzindo o cenho.
-Boa noite Jovem Jill; ela falou, dando um meio sorriso, enquanto se levantava.
-Boa noite; ele respondeu, vendo-a se distanciar.
Era incrível como alguns anos não faziam com uma pessoa, ainda se lembrava daquela menina estabanada chegando em um circo completamente diferente daquele que sonhara atuar. Com pessoas e espectadores que não conhecia, mas que logo no segundo dia, interpretara uma princesa que ninguém ali jamais vira.
Ela tinha o poder de mudar tudo a sua volta, transformar até ambientes pesados em lugares agradáveis, permitindo que qualquer espetáculo seja encenado, mesmo com simplicidade, mas com sentimentos.
-Ninguém nunca disse a vocês que é falta de educação ficar ouvindo a conversa dos outros? -Jill perguntou, sem mover-se. Olhando de soslaio, por cima de seu ombro.
Duas sombras saíram de lados opostos da caminhonete, revelando-se.
-Mia já me contou o que vocês dois andam aprontando e acreditem, Sora pode ter uma paciência santa, mas para as infantilidades de vocês, ela já esta chegando ao fim; Jill avisou, voltando-se para os dois acrobatas.
-Mas...; Yuri começou.
-Só espero que tirem alguma lição do que ouviram, porque é isso o que ela queria quando começou a falar, mesmo sabendo que vocês dois já estavam aqui; o acrobata sentenciou, fitando-os com um olhar dardejante.
-Como? -Leon perguntou surpreso, não pensou que a jovem houvesse percebido que estavam ali, mas quando se aproximou, simplesmente não conseguiu ir embora ao ouvir o que ela falava.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Ter Jul 24, 2007 5:12 pm

-Vocês são patéticos, só vocês acham que ela esta alheia ao que esta acontecendo; Jill completou, levantando-se. -E é melhor irem dormir logo, o trabalho começa cedo aqui;
Viram-no se distanciar, enquanto ainda ouviam as palavras da jovem ecoar em suas mentes. Até sentirem uma presença atrás deles.
-Esse garoto tem potencial, não sei porque ele ainda não pode me ver; Fool comentou casualmente.
-Hei! Pensei que tivesse me livrado de você; Leon falou, com os orbes serrados.
-Você não tinha que estar com a Rosetta, não? -Yuri perguntou, tentando pegá-lo, mas Fool esquivou-se rapidamente.
-E deixar a Sora sozinha com vocês, não mesmo; ele respondeu, sem se importar com os olhares dardejantes dos dois. -Mas o destino é tão irônico, tanta mulher bonita espalhada pelo mundo que poderia ser a futura estrela do Kaleido Star e uma parceira melhor para a Sora do que vocês, mas não, justo vocês dois resolveram que iriam me ver; ele reclamou, gesticulando displicente.
-O Poltergaist pervertido, o que quer dizer com isso? -Yuri perguntou, serrando os orbes perigosamente.

-Eu? -Fool falou apontando para si, mas não viu Leon fazer um rápido movimento e pegá-lo.
-Eu que fique sabendo que você esta espiando ela no banho e te dou para Yunathan comer, ouviu bem? -ele avisou, perigosamente.
-Hei! -o espírito do palco reclamou.
-Isso mesmo; Leon continuou, com um olhar de gelar o inferno.
-É melhor irmos dormir; Yuri falou, mas parou lembrando-se dos roncos. -Tentar dormir pelo menos; ele completou, mais para si do que para os dois.
-Antes vou fazer uma coisa; o acrobata falou, indo até o varal e pegando uma cordinha para amará-lo. -Essa noite você vai dormir com trilha sonora; ele completou sarcástico, amarrando-o e levando-o para o quarto que estavam com Tanque.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Ter Jul 24, 2007 5:19 pm

Ha uma lenda que trazida pelo vento me ensina a sorrir
(nasce o dia aprece sora de costas, vestida com o fato que usou na técnica angelical a olhar para o kaleido star).

E me dá forças para viver, onda as borboletas vão livres e é assim
(aparece todo o elenco do kaleido star a fazer acrobacias e a saltar)

nenhum coração é triste e assim nascem flores coloridas no meu jardim, nascem flores coloridas no meu jardim, e assim nascem flores coloridas no meu jardim
(aparecem os rostos do Leon e do Yuri a olharem um par o outro em sinal de desafio)

Ha uma lenda onde existe um sentimento que nunca vai acabar que levo dentro de min onde as dores nunca chegam , onde não existe medo, e é assim é uma lenda que podemos dividir, é uma lenda que podemos dividir, é uma lenda que podemos dividir
(aparece sora a correr na praia com um vestido branco e um chapéu de palha de repente ele voa para o sol e tudo se enche da luz do sol)


Faça essa lenda valera pena viva seus sonhos e ilusões, que sejam verdade na primavera que existe em seu coração, faça que o anjo, que vive nos seus sonhos, cuide da criança que ha em nos,e quando cresça, nunca se esqueça, porque perdera o seu coração
(aparece uma rapariga de rosto tapado pelos cabelos castanhos encaracoladas com vestido cor de rosa cheio de folhinhos e assegurar numa sombrinha também cor de rosa)


Ha uma lenda que a vovo contava sempre e que eu vou te contar para você poder sonhar onde a maldade perde e eu bem que sempre vence e é assim só quem sonha é feliz até ao fim só quem sonha é feliz até ao fim, so quem sonha em feliz até ao fim
(aparece sora, Leon, Yuri, e a rapariga do vestido cor de rosa a fazer uma vênia)

faça a lenda valer pena viva seus sonhos e ilusões que sejam verdade na primavera que existe em seu coração, façam que o anjo que vive no seu coração, cuide da criança que ha em nos e quando cresça nunca se esqueça porque perdera o seu coração
(aparece Sora, Leon, Yuri, Rosseta e a rapariga cor de rosa a voarem no ar, com as asas de um anjo no ar e foll a rodar entre eles e a lançar o seu pozinho dourado)


faça a lenda valer a pena viva seus sonhos e ilusões que sejam verdade, na primavera que existe em seu coração, faça essa lenda valer a pena, essa lenda valer a pena
(aparece sora a balouçar em cima de um trapézio muito sorridente e foll no ombro dela)


faça essa lenda valera pena viva seus sonhos e ilusões que sejam verdade, na primavera que existe em seu coração, faça essa lenda valera pena faça, essa lenda valera pena
(aparece sora de costas a noite com o fato que usou na técnica angelical a olhar para o kaleido star e de repente aparece o pessoal do kaleido star a correr para ela e o fool a lançar o seu pozinho dourado e a voar até ao topo do kaleido star)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Ter Jul 24, 2007 5:20 pm

bem pessoal, aqui esta mais um capitulo espero que tenham, gostando capitulo e comenetem mt e seija sinceros. ta bom? adeus
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
Sofii chan
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 314
Idade : 27
Data de inscrição : 07/07/2007

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Sex Jul 27, 2007 4:46 pm

NAOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO
YURI E SORA NAO!!! aflito aflito aflito

EU FAÇO BIRRA...JA TOU A AVISAR PAH!! aflito aflito aflito

lindo *-*

<3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
pretty girl
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 481
Idade : 28
Localização : aqui mesmo XD
Data de inscrição : 04/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Belle Kaulitz
Nome do Teu Boy: Bill Kaulitz
Idade: 17 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Dom Jul 29, 2007 11:46 am

nao gostou sofi diabo temos pena diabo no meu fic é assim umas vezes ganha o loen outras vezes yuri diabo para andarem sempre meptados até ao final para fazer mais supenses pk nem eu sei, qume vai ficar com a sora diabo , para porxima ganha o loen diabo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boyskaleidostar.forumotion.com
Sofii chan
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 314
Idade : 27
Data de inscrição : 07/07/2007

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Seg Jul 30, 2007 2:16 am

acho bem..... xD
e essa do "temos pena" é minha pah!! ¬¬
xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninakat
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 472
Idade : 25
Data de inscrição : 07/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Hanna Inoe
Nome do Teu Boy: Sasuke Uchiha
Idade: 14

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Seg Jul 30, 2007 3:51 am

YURI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! *____________________* i'm back!!!!!!!!!!!!!!!

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
layla_killian
parceira de 1 estrela
parceira de 1 estrela
avatar

Número de Mensagens : 47
Data de inscrição : 11/07/2007

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Dom Ago 12, 2007 6:12 pm

isto nao é nada que mais ninguem saiba esta rapariga escreve como ninguem escreve netse pequeno planeta azul XDDDD

e como sempre o fic esta LINDOOOOOOOOOOOOOOOOOO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
WhiteSun
namorada atual
namorada atual
avatar

Número de Mensagens : 286
Idade : 24
Localização : Numa casa de vista pra o mar
Data de inscrição : 09/07/2007

Tu e o Teu Rapaz
Nome: Koe Yoro(Voz da Noite)
Nome do Teu Boy: Eyes Rutherford
Idade: 16 anos

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Seg Ago 13, 2007 7:46 am

pretty girl escreveu:
nao gostou sofi diabo temos pena diabo no meu fic é assim umas vezes ganha o loen outras vezes yuri diabo para andarem sempre meptados até ao final para fazer mais supenses pk nem eu sei, qume vai ficar com a sora diabo , para porxima ganha o loen diabo
ja sabia que ela ia escolher o yuri ~~
ela agora anda muito fã do yuri ja nao gosta do leon e prontos ~~
gostei <3

_________________

Don't leave me Anymore...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://sailormermaid.forumotion.com
layla_killian
parceira de 1 estrela
parceira de 1 estrela
avatar

Número de Mensagens : 47
Data de inscrição : 11/07/2007

MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   Seg Ago 13, 2007 5:56 pm

ela ponhe o yuri pk ele é o melhor e a leia da logica XDDDDDDDDDDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: a lenda de kaleido star   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
a lenda de kaleido star
Voltar ao Topo 
Página 5 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Podcast Revolution #022 - A lenda dos Defensores de Athena parte 2 Final
» STAR WARS MOVIES - Estreou Ep VIII!!! Spoilers pág. 35
» Xadrez Star Wars
» Mustang GT-500 do filme "Eu sou a Lenda" com o Will Smith
» APONTANDO ANTENA PARA O TELSTAR 12, AMAZONAS E/OU STAR ONE C2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Forum Boys :: Fanfics/Fanarts-
Ir para: